Lelê Bortholacci: passagem para a Libertadores quase carimbada - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada01/12/2019 | 23h04Atualizada em 01/12/2019 | 23h04

Lelê Bortholacci: passagem para a Libertadores quase carimbada

Vitória do Inter no Rio e derrota do Goiás praticamente garantiram o time gaúcho entre os oito primeiros do Brasileirão

Lelê Bortholacci: passagem para a Libertadores quase carimbada Maga Jr/Ofotografico/Lancepress!
Paolo Guerrero decidiu a favor do Inter de novo Foto: Maga Jr / Ofotografico/Lancepress!
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

O Inter foi buscar no Engenhão os pontos que perdeu no Beira-Rio. Foi uma vitória longe de ser convincente. Mas aconteceu. A escalação já mostrava o que esperávamos, a velha insistência com Uendel, Patrick, Parede e Neilton. Os dois últimos, surpreendentemente, foram os melhores do primeiro tempo, criando jogadas e levando perigo ao gol de Gatito. É bem verdade que as duas chegadas mais perigosas foram do Botafogo, mas o empate acabou fazendo justiça na etapa inicial.

Leia mais
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Inter na vitória sobre o Botafogo
Guerrero despista sobre interesse do Boca: “O que vai acontecer depois não posso falar”
Guerrero decide, Inter vence o Botafogo e se aproxima da Libertadores de 2020

Se tem uma diferença explícita entre Zé Ricardo e Odair Hellmann é que o primeiro não hesita em sacar Patrick do time. E foi isso que ele fez quando o segundo tempo já se desenhava pior que o primeiro. Com Nonato, obviamente o Inter ganhou em criatividade e voltou a ameaçar o adversário, mesmo com Neilton e Parede gradativamente sumindo do jogo. Os dois acabaram substituídos por Wellington Silva e Nico López, que nada acrescentaram.

Mas aí apareceu a estrela do matador. Numa bola em que Guerrero chutou fraco, o ótimo Gatito Fernández falhou feio – me pareceu ser traído pelo gramado irregular –, e a vitória veio. Três pontos que praticamente carimbaram a passagem para mais uma Libertadores, principalmente depois da derrota do Goiás no domingo (1º).

As boas notícias

Em que pese a fragilidade do Botafogo, vale destacar que a defesa voltou a não sofrer gol, com ótimas atuações de Lomba, Moledo, Cuesta e Heitor. O time melhora nitidamente com Nonato no meio-campo. E, por favor, Guerrero precisa ser municiado. É uma questão lógica. O jogador que não gosta de passar a bola para ele não deveria nem fardar.  

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na palma da sua mão! 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros