Lelê Bortholacci: empate injusto num clássico com final melancólico - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Colorada13/03/2020 | 07h00Atualizada em 13/03/2020 | 07h00

Lelê Bortholacci: empate injusto num clássico com final melancólico

Vitória sempre esteve mais perto do Inter

Lelê Bortholacci: empate injusto num clássico com final melancólico Mateus Bruxel/Agencia RBS
Inter teve superioridade na posse de bola Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Foi um jogo equilibrado, mas a vitória sempre esteve mais perto do Inter. Com a postura tradicional treinada por Coudet — mas com dificuldades na saída de bola, pela marcação adiantada do Grêmio — o Colorado teve o controle do jogo a maior parte do tempo e só não abriu o placar já no primeiro tempo porque Boschilla não só errou um gol claro, como não passou a bola para Guerrero ou Galhardo que estavam com o gol escancarado à frente.

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter no empate com o Grêmio

As substituições feitas por Renato no segundo tempo deram mais posse de bola ao Grêmio, mas foi o Inter que carimbou a trave de Vanderlei duas vezes. No final, um show de horrores que nada teve a ver com o bom futebol jogado durante os 85 minutos anteriores.

O Gre-Nal das Américas terminou com dois times de futebol sete. Entrou pra história, mas terminou em vexame.

Em noite de Gre-Nal, temos uma oferta especial: assine GaúchaZH com um preço exclusivo. Acesse clicando aqui

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros