Lelê Bortholacci: a atenção que o Inter deve ter com a nova relação do Flamengo com a TV - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Paixão Colorada06/07/2020 | 09h00Atualizada em 06/07/2020 | 09h00

Lelê Bortholacci: a atenção que o Inter deve ter com a nova relação do Flamengo com a TV

Clube carioca pode ser exemplo a não ser seguido

Lelê Bortholacci: a atenção que o Inter deve ter com a nova relação do Flamengo com a TV Martin MEISSNER/POOL / AFP
Transmissão dos jogos merece uma discussão ampla nos clubes Foto: Martin MEISSNER / POOL / AFP
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Foi só o Flamengo anunciar a cobrança de R$10 pela transmissão de seu jogo contra o Boa Vista em seus canais que a torcida rubro-negra encheu as redes sociais do clube de reclamações e xingamentos. Era óbvio que aconteceria isso. Mais: na hora da partida, problemas técnicos obrigaram o clube a liberar a transmissão gratuita nas redes. Uma grande confusão. 

Leia mais
Inter superou o Estudiantes na Sul-Americana de 2008 para ser o "campeão de tudo"
Cotação: confira as notas dos jogadores do Inter em Zero Hora no jogo de volta da final da Sul-Americana de 2008
O novo plano do Inter para a volta ao futebol

Conforme escrevi alguns dias atrás, essa possibilidade dos clubes terem a independência de negociação nas transmissões dos seus jogos pode parecer uma maravilha, mas veremos muitos equívocos até acharmos um formato ideal para todos os envolvidos. Essas iniciativas individualizadas - como a do Flamengo - sem debate e apoio dos demais clubes, tendem a gerar mais problemas do que alegrias, exatamente como está acontecendo com o Rubro-Negro.

Espero, sinceramente, que a direção do Inter esteja muito atenta para esta nova era de rentabilidade proveniente das transmissões dos jogos, mas que promova e participe do mais amplo debate possível sobre esse assunto, dada a importância dele, ainda mais com todo o contexto atual, no qual não temos a menor ideia de quando voltaremos a lidar com receitas de bilheteria em nossos estádios. Ao mesmo tempo que "larga na frente" e quer se dar bem antes de todo mundo, o Flamengo pode ser o exemplo a não ser seguido. Vamos acompanhar.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros