Luciano Périco: os insubstituíveis no Inter de Eduardo Coudet - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

De olho no clássico14/07/2020 | 09h00Atualizada em 14/07/2020 | 09h00

Luciano Périco: os insubstituíveis no Inter de Eduardo Coudet

É hora de definir, com o retorno dos treinamentos com bola, os onze titulares da equipe colorada para o Gre-Nal

Luciano Périco: os insubstituíveis no Inter de Eduardo Coudet Marco Favero/Agencia RBS
Eduardo Coudet prepara sua equipe para o clássico Gre-Nal Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Todo mundo concorda que D’Alessandro é a principal referência técnica do time do Inter. Mesmo com 39 anos, o gringo ainda executa como ninguém a função de organizar o meio-campo colorado. É o toque de qualidade, diferenciado. Pode até não ter o mesmo pique de antes, mas faz a bola andar. 

Porém algumas opiniões indicam que o argentino não deveria ser titular de Eduardo Coudet porque não consegue entregar a intensidade necessária para o funcionamento da equipe. Quem argumenta a favor da saída de D’Ale coloca que o time teve bom desempenho sem a sua presença. Penso que o 10 ainda é titular absoluto. 

Leia mais
Casos na Dupla mostram que os times serão escalados sob a sombra do coronavírus
"Jogando futebol, as coisas tendem a melhorar", diz Medeiros sobre crise financeira no Inter

Paolo Guerrero também não é uma peça fácil de fazer a reposição na atual equipe do Inter. O peruano é imbatível como homem de área. Quando a bola chega, costuma a ser letal. No Colorado, são 24 gols em 49 jogos. A outra razão que pode ser apontada para determinar a importância do atacante é que não há alguém com as mesmas características no grupo colorado, após a saída de Gustavo.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros