Luciano Périco: Inter transforma o Peixe em sushi no Beira-Rio - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Segunda vitória13/08/2020 | 22h25Atualizada em 13/08/2020 | 22h26

Luciano Périco: Inter transforma o Peixe em sushi no Beira-Rio

Colorado vence na primeira partida em casa no Brasileirao e mantém 100% de aproveitamento

Luciano Périco: Inter transforma o Peixe em sushi no Beira-Rio Ricardo Duarte/Internacional/Divulgação
Guerrero voltou a marcar na vitória sobre o Santos Foto: Ricardo Duarte/Internacional / Divulgação

Intensidade, marcação sob pressão e inúmeros gols perdidos. Ótima atuação do Inter contra o Santos no Beira-Rio. O placar de 2 a 0 até foi magro, por tudo que a equipe de Eduardo Coudet produziu. Amordaçado, o Peixe pouco conseguiu ameaçar a meta de Marcelo Lomba. O desempenho colorado mostrou uma grande evolução em relação a estreia contra o Coritiba. Ficou claro que o Inter deixou para trás o desempenho ruim no último Gre-Nal do Gauchão. Se jogar sempre com a dedicação demonstrada nesta quinta-feira (13), o Colorado pode brigar na ponta de cima do Brasileiro.

Leia mais
Com gols de Guerrero e Edenilson, Inter vence Santos e vira vice-líder do Brasileirão
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter na vitória sobre o Santos
Mais uma vitória do Inter para criar nervos de aço

Recuperado de lesão, Edenilson foi para o jogo. O volante coroou a atuação com um golaço de cavadinha no final. Patrick e Boschilia foram os escolhidos para começar no meio-campo. Ambos atuaram muito bem. Marcos Guilherme ficou como opção no banco de reservas.  Vale também destacar a atuação de Thiago Galhardo, que teve entrega absoluta. Só não teve sorte nas conclusões. Perdeu várias chances de marcar. A maior delas foi na primeira etapa, quando desperdiçou na cara de Vladimir. O goleiro do Santos foi personagem da partida, fazendo defesas importantes para evitar um placar mais dilatado. 

O 1 a 0 saiu ao estilo Guerrero. Após cruzamento perfeito de Saravia, o atacante meteu na rede com um cabeceio típico de matador. Dois gols em duas partidas. Aliás, o lateral-direito argentino fez grande partida pelo flanco. Foi a melhor atuação com a camisa do Inter. Pelo lado do Santos, fica que impressão de que Cuca terá muito trabalho para colocar o time nos trilhos.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros