Lelê Bortholacci: Inter não teve ambição de vencer - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Colorada24/09/2020 | 00h06Atualizada em 24/09/2020 | 00h06

Lelê Bortholacci: Inter não teve ambição de vencer

Postura assim só tem um destino: o fracasso

Lelê Bortholacci: Inter não teve ambição de vencer Ricardo Duarte/Internacional/Divulgação
Time colorado foi derrotado por 1 a 0 em casa Foto: Ricardo Duarte / Internacional/Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Mesmo com todo o mistério que Inter e Grêmio fizeram, as escalações tiveram poucas surpresas. Surpresa mesmo foi a postura ridícula do Internacional desde o inicio do jogo, sem mostrar nenhuma ambição em vencer, com uma formação nitidamente defensiva, preocupada exclusivamente em não levar gol – mesmo jogando em casa.

Inadmissível. Por mais que pesem os desfalques, e isso leve o time a produzir menos, nada justifica ver jogadores vestindo a camisa do Internacional e insistindo o tempo todo em passes para trás, mesmo que em algumas oportunidades tendo opções de levar a bola à frente. Assim como também não existe explicação para a demora de Eduardo Coudet em mexer no time.

Leia mais
Com gol de Pepê, Grêmio vence Gre-Nal 427 pela Libertadores e amplia invencibilidade no clássico
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter  na derrota no Gre-Nal 427
AO VIVO: acompanhe o Balanço Final da Gaúcha em vídeo 

Postura assim só tem um destino: o fracasso. E ele se consolidou no segundo tempo quando – veja que “coincidência” – um atacante que joga insistentemente para frente fez o gol da vitória do Grêmio, atuando com total liberdade para dominar, ajeitar e bater pro gol.

Demorou para mexer

Com o placar adverso, nosso treinador resolveu mudar. Só que aí já era tarde. Se nada se criava com o empate, era óbvio que a pressão psicológica pesaria caso estivéssemos atrás do placar.

E, assim, perdemos de novo, em casa, para o Grêmio.

Fracasso. Essa é a palavra para definir mais uma derrota em Gre-Nal. A cobrança tem de ser forte. Acabou a paciência da torcida colorada com tamanha mediocridade em relação ao rival.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros