Lelê Bortholacci: Inter teve derrota previsível e com problemas bem conhecidos - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada21/09/2020 | 08h00Atualizada em 21/09/2020 | 08h00

Lelê Bortholacci: Inter teve derrota previsível e com problemas bem conhecidos

Eduardo Coudet segue insistindo com peças que não dão contribuição alguma para o time

Lelê Bortholacci: Inter teve derrota previsível e com problemas bem conhecidos Ricardo Duarte/Inter/Divulgação
Musto não teve boa atuação contra o Fortaleza Foto: Ricardo Duarte / Inter/Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Eu já desconfiava que o foco no Gre-Nal prejudicaria a atuação contra o Fortaleza. Junte a isso a quantidade de desfalques, a longa viagem e temos a equação perfeita para uma derrota. E foi o que aconteceu. 

O Inter criou muito pouco e perdeu não só o jogo mas também a liderança do campeonato que, convenhamos, não tem como ser mantida por quem faz um único ponto jogando contra Bahia, Goiás e Fortaleza, equipes que, definitivamente, não são postulantes ao título. 

Como não poderia ser diferente, uma derrota acaba mostrando de forma mais clara os erros e fragilidades da equipe. E, mais uma vez, alguns jogadores que não dão contribuição alguma para o time, seguem “prestigiados” pelo treinador como Musto e Moisés. 

Leia mais
Inter deve ter seis mudanças na equipe em relação ao último Gre-Nal
D'Alessandro pode completar 500 jogos pelo Inter no Gre-Nal
A ânsia de vencer o Gre-Nal fez mal ao Inter

Eu não gosto de individualizar derrotas — pelo simples fato do futebol ser um esporte coletivo — mas a atuação de Moisés foi tão fraca no sábado, que chegou um ponto do jogo que a equipe do Fortaleza não o marcava mais. 

E, mesmo assim, sem marcação, nada aconteceu pelo seu setor. Constrangedor. Na coletiva, Coudet reclamou do grupo reduzido para jogar competições simultâneas, mas não explicou a insistência em peças que não justificam suas respectivas escalações. 

Vou insistir: Coudet está fazendo um grande trabalho no Inter e espero que permaneça por bastante tempo. Mas vai ter que rever algumas convicções. E praticamente não tem tempo pra isso. O próximo compromisso é, “apenas”, o jogo mais importante do ano.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca