Luciano Périco: a dura realidade do Inter exposta por Eduardo Coudet - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Queda de rendimento27/09/2020 | 00h24Atualizada em 27/09/2020 | 00h24

Luciano Périco: a dura realidade do Inter exposta por Eduardo Coudet

Técnico colorado demonstrou abatimento após empate com o São Paulo no Beira-Rio

Luciano Périco: a dura realidade do Inter exposta por Eduardo Coudet Mateus Bruxel/Agencia RBS
Treinador argentino alertou para a dificuldade de encarar três competições ao mesmo tempo Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

O Inter teve mais sorte do que juízo no Beira-Rio. Saiu no lucro em conseguir somar pelo menos um ponto contra o São Paulo. A liderança do Brasileirão vai ficando mais longe, depois da vitória do Atlético-MG. A sequência recente no campeonato mostra queda evidente de rendimento. Apenas seis pontos em 18 disputados. Aproveitamento baixo de 33,3%. 

Nova atuação ruim da equipe de Eduardo Coudet. É possível afirmar que apenas dois personagens se salvaram na partida. Marcelo Lomba fez defesas importantes que garantiram o empate em 1 a 1. E Thiago Galhardo, goleador do Brasileirão, marcou o gol colorado. A insistência de Coudet em Marcos Guilherme, de pouca produção, não tem explicação. Quando o Colorado ficou com dez homens, após a expulsão de Zé Gabriel, o time paulista tomou conta de vez da partida. O treinador do Inter também mexeu mal, quando colocou Lindoso no lugar de Abel Hernández. Era o momento de arriscar com D’Alessandro. 

Leia mais
Inter sai na frente, mas empata em 1 a 1 com o São Paulo pelo Brasileirão
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter no empate com o São Paulo
Inter confirma que Rodinei e Pedro Henrique testaram positivo para covid-19

Na entrevista pós-jogo, Eduardo Coudet deu um verdadeiro choque de realidade no torcedor colorado. Afirmou que o Inter não está capacitado para jogar três competições simultâneas. A manifestação evidencia que o técnico argentino considera as opções disponíveis no grupo de jogadores insuficientes. A realidade financeira indica que o Colorado não vai trazer reforços. Terá que encarar as competições da temporada com o que tem em casa. 

Ainda nas coletivas após o empate em 1 a 1 com o São Paulo, a saída do vice de futebol, Alessandro Barcellos, foi citada pelo executivo de futebol Rodrigo Caetano. Sinal claro de que a política interna chegou ao vestiário.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros