Luciano Périco: Renato Portaluppi mantém supremacia contra Eduardo Coudet no Gre-Nal - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Vitória gremista24/09/2020 | 01h01Atualizada em 24/09/2020 | 01h01

Luciano Périco: Renato Portaluppi mantém supremacia contra Eduardo Coudet no Gre-Nal

Tricolor fez 1 a 0 no clássico do Beira-Rio, pela Libertadores

Luciano Périco: Renato Portaluppi mantém supremacia contra Eduardo Coudet no Gre-Nal Lucas Uebel/Grêmio FBPA/Divulgação
Pepê fez o gol do Grêmio no clássico 427 Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA/Divulgação

Vitória justa do Grêmio no Gre-Nal 427, dentro do Beira-Rio. Sem Edenilson, e com Patrick no banco, Eduardo Coudet optou por Musto e Lindoso juntos no meio. O campo referendou que escolha do treinador argentino não era a melhor opção. Foi um claro retrocesso em relação ao que o treinador havia proposto no início da temporada. Surpresa a ausência de Uendel, que testou positivo para covid-19. Recuperado de lesão, Marcos Guilherme foi a novidade. Mas nada funcionou.

Renato Portaluppi optou pela manutenção do tripé de Lucas Silva, Darlan e Matheus Henrique. Confirmou ser a melhor alternativa no momento, sem ter o homem de articulação, após o empate do Palmeiras. O Grêmio tomou a iniciativa no Gre-Nal. Faltou criatividade. O Inter apresentou dificuldade com a saída de bola devido a marcação alta executada pelos gremistas. As melhores ações no ataque foram do Tricolor. Faltou retenção de bola ao Colorado. Diego Souza e Abel Hernández ficaram abandonados nos ataques. Nenhum dos goleiros fez defesa na primeira etapa.

Leia mais
Com gol de Pepê, Grêmio vence Gre-Nal 427 pela Libertadores e amplia invencibilidade no clássico
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter  na derrota no Gre-Nal 427
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Grêmio na vitória no Gre-Nal pela Libertadores

Na etapa final, o Inter buscou ser mais incisivo. Ficou só na tentativa. Desde o começo, o  Grêmio parecia administrar o fôlego. A primeira grande chance do jogo foi com Thiago Galhardo de cabeça. Quase Vanderlei deixou passar. Pepê dando uma cavadinha na saída de Lomba, quase abriu o marcador. Faltou direção. O gol gremista saiu com uma iniciativa de Pepê, quando acertou um chutaço. O guri foi decisivo. Junto com Lucas Silva, outro destaque gremista. após o 1 a 0, por pouco, Abel Hernández não empata com uma bicicleta. Foi o máximo que o Colorado ameaçou. Coudet demorou para colocar D’Alessandro, tirando um dos volantes. No fim, a estratégia de Renato se mostrou eficaz.Mais uma vez na temporada. O Grêmio comemorou dez Gre-Nais de invencibilidade. Segue a escrita de 2020. Em cinco clássicos, quarta derrota de Coudet, que não teve ousadia durante os 90 minutos. Agora a dupla Gre-Nal empata em sete pontos no grupo E da Libertadores. No resumo da ópera, Renato Portaluppi foi o grande vencedor do segundo duelo da América. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros