Luciano Périco: Miguel Ángel Ramírez vai precisar de tempo para trabalhar no Inter - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Novo chefe06/03/2021 | 08h00Atualizada em 06/03/2021 | 08h00

Luciano Périco: Miguel Ángel Ramírez vai precisar de tempo para trabalhar no Inter

Treinador começa o trabalho com o grupo principal na segunda-feira (8)

Luciano Périco: Miguel Ángel Ramírez vai precisar de tempo para trabalhar no Inter Ricardo Duarte / Internacional/Divulgação/Internacional/Divulgação
Treinador espanhou concedeu a primeira entrevista coletiva no Beira-Rio Foto: Ricardo Duarte / Internacional/Divulgação / Internacional/Divulgação

Na primeira entrevista coletiva, o técnico Miguel Ángel Ramírez confirmou os conceitos que pretende implementar no Inter. Ele disse claramente que gosta de equipes que propõem o jogo. O espanhol deixou claro que pretende conhecer bem o novo ambiente. Conviver com os atletas e ver o potencial de cada um.

Por isso, tempo é a palavra crucial do momento colorado. Durante a implementação de uma nova metodologia pode ter alguns percalços pelo caminho. O primeiro objetivo será preparar a equipe para o início da fase de grupos da Libertadores, em abril. Quando o time principal entrar em ação, o Gauchão será usado como laboratório.

Leia mais
"Espero que possamos construir uma história bonita juntos", diz Miguel Ángel Ramírez em sua apresentação no Inter
Ramírez fala sobre interesse em Gabriel Neves: "É um grande jogador"
Unión Española veta saída de Palacios para o Inter por divergências na forma de pagamento, diz rádio chilena

O aspecto que mais me agrada na opção do Inter por Ramírez é a juventude do técnico espanhol, um profissional que chega a Porto Alegre com gana de construir uma trajetória no futebol. 

Na manifestação inicial, o técnico referendou a ideia de dar espaço para a gurizada da base. A aposta em Ramírez é o pilar de um plano inovador que deseja ser implantado pela gestão de Alessandro Barcellos no Inter. 

O treinador sabe do tamanho da responsabilidade em assumir um clube do tamanho do Colorado. Só que é importante todos terem paciência para o que vem pela frente. Sabemos que o imediatismo ainda impera no futebol brasileiro. Muitas vezes, ele é extremamente nocivo. É o momento de pensar fora da caixa. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros