Luciano Périco: as certezas que o Gre-Nal deixa para Ramírez no Inter - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Gigante da Galera17/05/2021 | 08h09Atualizada em 17/05/2021 | 08h09

Luciano Périco: as certezas que o Gre-Nal deixa para Ramírez no Inter

Treinador precisa rever alguns titulares após o derrota no clássico 431

Luciano Périco: as certezas que o Gre-Nal deixa para Ramírez no Inter Lauro Alves / Agencia RBS/Agencia RBS
Yuri Alberto (disputando bola com Rafinha) precisa ser fixado no ataque colorado Foto: Lauro Alves / Agencia RBS / Agencia RBS

Com a derrota no Beira-Rio, o Inter terá de se reinventar para conquistar o título do Gauchão. O Colorado vai precisar de uma vitória por dois gols de diferença na Arena para conquistar a taça nos 90 minutos. Antes, a tarefa do time de Miguel Ángel Ramírez é buscar uma vitória ou, no mínimo, um empate contra o Olimpia no Paraguai para não se complicar de vez na Libertadores.

Como o Grupo B está embolado, um resultado negativo pode ser fatal, dependendo do que acontecer entre Deportivo Táchira e Always Ready, quarta-feira (19), na Venezuela.

Com a vantagem de 1 a 0 no placar, gol marcado por Thiago Galhardo, com faro de gol para completar jogada de Cuesta e Edenilson, o Inter fechou a primeira etapa com maior posse de bola.

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter na derrota para o Grêmio
Do que Grêmio e Inter precisam para ser campeões do Gauchão no próximo domingo
Bracks admite "situação adversa", mas crê em reação do Inter: "Convicção no trabalho"

Só que é preciso ressaltar que não adianta ficar trocando passes na linha de defesa entre Zé Gabriel, Cuesta, Dourado e Lomba. Acaba sendo simplesmente um número, deixando uma supremacia enganosa. Vale ressaltar a entrega de Nonato, que, junto com Edenilson, segurou a onda do meio-campo colorado. 

O Gre-Nal deixa algumas questões importantes para Miguel Ángel Ramírez repensar. A insistência com Palacios não se explica mais. Todos sabemos das dificuldades de adaptação dos atletas estrangeiros. No caso do chileno, ele está longe da família. Por isso, vale o desconto, mas é preciso preservar o atacante.

Como comparação, Caio Vidal entrou muito mais ativo pelo flanco no Gre-Nal. Levou muito mais perigo à defesa gremista. Outra coisa que não se explica é Yuri Alberto continuar na reserva. Colocar Praxedes pelo flanco esquerdo foi um erro. Marcos Guilherme não tem produzido o suficiente para ser solução.

E, na zaga, Zé Gabriel está fazendo hora extra no time. Sempre vale lembrar que o guri joga improvisado — a sua origem é o meio-campo. O problema é que Lucas Ribeiro, substituto imediato, também foi batido por Ricardinho no gol da virada gremista. Ramírez precisa tomar algumas medidas.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros