Lelê Bortholacci: um grave problema que precisa ser resolvido urgentemente no Inter - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Colorada18/06/2021 | 07h00Atualizada em 18/06/2021 | 07h01

Lelê Bortholacci: um grave problema que precisa ser resolvido urgentemente no Inter

O que realmente me preocupa é a falta de imposição do time jogando em pleno Beira-Rio

Lelê Bortholacci: um grave problema que precisa ser resolvido urgentemente no Inter Jefferson Botega / Agencia RBS/Agencia RBS
Inter está há cinco jogos sem vencer no Beira-Rio Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Que estamos cheios de problemas, ninguém tem dúvida. Ao contrário das lesões que desfalcam o time e de uma possibilidade de rebaixamento já levantada pelos mais pessimistas, neste momento, a perda do “fator casa” é o que mais me assusta. 

Sim, porque depois da derrota pro Galo, li muitas manifestações de colorados já falando em uma nova queda pra Segunda Divisão. Entendo o torcedor que sempre faz com que a paixão influencie na sua opinião, afinal de contas, eu também sou um. Mas vamos com calma. É só olhar a tabela do Brasileirão e ver que tem muita coisa estranha e ainda é cedo para qualquer prognóstico mais concreto, excedendo Flamengo, Palmeiras e Galo que possuem os maiores orçamentos do país.

O que realmente me preocupa e muito é a falta de imposição do time jogando em pleno Beira-Rio. Mesmo que estejamos em meio a uma pandemia com as arquibancadas vazias, o mando de campo segue sendo um fator importante no futebol. Não é o caso do Inter. Estamos há cinco jogos sem uma mísera vitória em casa e nesta sequência constam adversários modestos como Always Ready, Sport e Vitória.

Leia mais
Com lesão muscular, Taison desfalcará Inter por até quatro semanas
Marco Silva espera pelo Inter, enquanto seu auxiliar técnico se especializa no futebol brasileiro
Após pancada nas costelas, Cuesta não tem fratura, mas vira dúvida para jogo contra o Ceará

Não estamos acostumados com isso. Na nossa casa, é nosso time que tem que mandar. Com ou sem torcida! A torcida exige uma vitória já no próximo domingo, quando receberemos o Ceará em mais um jogo no Beira-Rio. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros