Luciano Périco: o típico empate que o Inter vai se arrepender no futuro - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Pontos perdidos30/08/2021 | 07h00Atualizada em 30/08/2021 | 07h00

Luciano Périco: o típico empate que o Inter vai se arrepender no futuro

Faltou ambição ao time de Diego Aguirre, que ficou apenas placar de 0 a 0 com o Atlético-GO

Luciano Périco: o típico empate que o Inter vai se arrepender no futuro Ricardo Duarte / Inter / Divulgação/Inter / Divulgação
Taison teve uma atuação apenas discreta e saiu lesionado Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / Inter / Divulgação

Atlético-GO e Inter fizeram um jogo ruim em Goiânia, neste domingo (29). É histórico que os donos da casa não costumam propor o jogo. Já o Colorado — começando com Johnny e Heitor — teve uma atuação burocrática durante grande parte do jogo. Muitos erros de passe no primeiro tempo. O lado esquerdo, com Moisés e Patrick, não funcionou durante os 90 minutos. Penso que são duas peças que Diego Aguirre precise reavaliar as titularidades nos próximos jogos. A única chance de gol na etapa inicial foi com Yuri Alberto, que ficou isolado na frente. O Dragão teve um gol anulado por impedimento. Taison andou sumido na partida. Acabou saindo lesionado. Para a sorte do Inter, o próximo jogo será apenas em 13 de setembro.

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter no empate com o Atlético-GO
Edenilson reconhece equilíbrio contra o Atlético-GO: "Empate foi justo"
Inter espera anunciar Gustavo Maia nesta segunda-feira

No intervalo, Aguirre já deveria ter alterado a postura da equipe. Não mexeu as peças. No início da etapa final, aos 5 minutos, Bruno Méndez salvou de cabeça, uma bola que ia para a rede da meta colorada. Aos 15 minutos, o treinador colorado começou a abrir o time. Primeiro tirou Johnny para colocar Guerrero. Com isso, Yuri Alberto foi trabalhar pelo lado. Mais tarde, Paulo Victor entrou na esquerda. O guri ainda precisa melhorar o trabalho defensivo. A melhor oportunidade do Inter foi um chute de Heitor na trave. 

Os últimos cartuchos foram Caio Vidal e Mauricio. Ambos deram mais verticalidade. Só que as alterações aconteceram tarde demais. Não saiu gol. No balanço do jogo, é possível dizer que o Colorado tinha condições de trazer os três pontos para Porto Alegre. Desperdiçou uma grande oportunidade de encostar no Corinthians, que está dentro do G-6. O empate fez com que o Inter estacionasse na tabela.  

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros