Lelê Bortholacci: minha única ressalva ao trabalho de Diego Aguirre no Inter - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Colorada28/09/2021 | 09h00Atualizada em 28/09/2021 | 09h00

Lelê Bortholacci: minha única ressalva ao trabalho de Diego Aguirre no Inter

Os resultados estão acontecendo, mas a impressão que fica é que poderíamos estar rendendo mais com apenas uma mudança na equipe

Lelê Bortholacci: minha única ressalva ao trabalho de Diego Aguirre no Inter Marco Favero / Agencia RBS/Agencia RBS
Foi o próprio Patrick que mostrou a mim ¿ e a toda a torcida ¿ um nível técnico que não estou vendo mais Foto: Marco Favero / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Com os números atuais do Inter, fica difícil de criticar o trabalho de Diego Aguirre. Os resultados sempre falarão mais alto do que o desempenho. Eu mesmo prefiro vencer com uma atuação “meia-boca” do que perder jogando muito. 

Mas, mesmo com a sequência de oito jogos sem derrota, há uma questão que virou praticamente unanimidade entre todos os colorados que eu converso: a titularidade de Patrick

Me sinto absolutamente tranquilo pra falar sobre isso porque muito já defendi este jogador em momentos que boa parte da torcida já não queria sua presença no time. Mais: sei da importância dele na campanha do vice-campeonato na temporada passada, quando foi um dos principais responsáveis por disputarmos o título até o último minuto. 

Leia mais
Patrick mantido e laterais retornando: as ideias de Aguirre para enfrentar o Atlético-MG
Além dos oito minutos: os números da estreia de Gustavo Maia pelo Inter
Melhor campanha do returno consolida o Inter como candidato à Libertadores

Foi o próprio Patrick que mostrou a mim — e a toda a torcida — um nível técnico que não estou vendo mais. Seja pelo esquema de jogo, pelo posicionamento ou por seu próprio momento técnico e físico, não ha mais como justificar sua manutenção no time. 

Tanto a minha opinião quanto a dos demais torcedores se baseia nos jogos — porque nós não temos acesso aos treinos — e já faz algum tempo que as atuações dele não agradam. E, nos dois últimos jogos, sua saída melhorou o time. Os resultados estão acontecendo, mas a impressão que fica é de que poderíamos estar rendendo mais com outra peça na posição de Patrick.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros