Lelê Bortholacci: Inter precisa focar no futebol e esquecer a arbitragem - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada19/10/2021 | 08h00Atualizada em 19/10/2021 | 08h00

Lelê Bortholacci: Inter precisa focar no futebol e esquecer a arbitragem

Pedido de desculpas de Edenilson é a maior prova do seu arrependimento 

Lelê Bortholacci: Inter precisa focar no futebol e esquecer a arbitragem RENATO GIZZI / AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Que a expulsão de Edenilson tenha servido de lição para ele e para todo o grupo Foto: RENATO GIZZI / AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO / AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

O pedido de desculpas publicado por Edenilson, em suas redes sociais, é a maior prova do arrependimento dele em ter dado ao árbitro um real motivo para ser expulso no domingo, deixando o time com um jogador a menos. É claro que todos estamos sujeitos a erros, ainda mais no calor de um jogo complicado como estava sendo o de domingo, mas que tenha servido de lição para ele e todo o grupo. 

O Inter acumula um número excessivo de expulsões nas últimas duas temporadas e os pontos perdidos, por consequência disso, são irrecuperáveis. Está na hora de colocar a cabeça no lugar, focar no futebol — que sabemos que o grupo tem — e esquecer  a arbitragem.

Leia mais
Com fissura na costela, Daniel será desfalque do Inter por, pelo menos, dois jogos
Com Edenilson suspenso, Mauricio deve retornar ao time titular do Inter
Mudança de esquema, novo ambiente e troca de função: o retorno de Zé Gabriel ao Inter

Sem força máxima contra o Bragantino

Ainda como consequência da expulsão de Edenilson, Mauricio deve voltar ao meio-campo na quinta-feira contra o Bragantino. Lomba deve seguir no gol e Mercado na zaga. Seria muito melhor ir para este enfrentamento com força máxima, mas Aguirre terá que recorrer ao grupo, como já fez recentemente, conquistando bons resultados. 

As oportunidades surgem assim mesmo, quando se joga num time grande como o Inter. Trata-se de um dos confrontos mais difíceis da temporada e ele ganha ainda mais importância por se tratar de um jogo atrasado. O time treinado por Barbieri é extremamente ofensivo, joga fácil e não se intimida com adversário ou local, partindo pra cima desde o inicio. Vai ser pedreira.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros