Lelê Bortholacci: resultados e alternativas de jogo vão mostrando a evolução do Inter em 2021 - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada15/10/2021 | 09h00Atualizada em 15/10/2021 | 09h00

Lelê Bortholacci: resultados e alternativas de jogo vão mostrando a evolução do Inter em 2021

Vencer sempre é bom, mas com qualidade e efetividade é muito melhor

Lelê Bortholacci: resultados e alternativas de jogo vão mostrando a evolução do Inter em 2021 Marco Favero / Agencia RBS/Agencia RBS
Os detalhes sempre fazem a diferença Foto: Marco Favero / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

A vitória de quarta-feira (13) pode não ter sido consequência de uma atuação com muito brilho, mas ela mostrou que existem alternativas pra fazer balançar as redes adversárias. Era natural que Taison e, principalmente, Yuri Alberto recebessem marcação especial depois do que jogaram contra a Chapecoense. E se tem algo a se destacar no América-MG — além do ótimo atacante Ademir — é, justamente, a organização pra marcar. 

Sem conseguir fazer a bola chegar no nosso centroavante, os gols surgiram da criação de jogadas "alternativas". Especialmente o primeiro, quando a cobrança rápida de uma falta, com um passe perfeito de Dourado, surpreendeu todo mundo e encontrou Patrick já dentro da área. Mais do que talento, os dois mostraram que estavam 100% concentrados num jogo que estava complicado. 

Leia mais
Mauricio se destaca e ganha status de 12º jogador do Inter: "Realidade"
Fase de Yuri Alberto faz Inter aumentar valor projetado para a venda do atacante
Inter pode ter o artilheiro do Brasileirão depois de 33 anos

Os detalhes sempre fazem a diferença. No segundo gol também há inteligência e total atenção no jogo. Mauricio levanta a cabeça, vê que Yuri segue bem marcado, mas percebe o deslocamento de Patrick que se antecipa a zaga pra marcar de cabeça. Vencer sempre é bom. Mas com qualidade e efetividade é muito melhor.

A tendência é melhorar

Apesar de termos dois dos goleadores do campeonato — e não esqueçam que um deles não esteve em campo nos últimos três jogos —, construir e marcar gols com outros jogadores mostra que o time tem repertório, tem grupo. E esse requisito é ideal pra quem pretende voltar a levantar taças.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros