Luciano Périco: derrota do Inter para o Atlético-MG vai na conta de Diego Aguirre - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Quebra da invencibilidade04/10/2021 | 08h00Atualizada em 04/10/2021 | 08h00

Luciano Périco: derrota do Inter para o Atlético-MG vai na conta de Diego Aguirre

Colorado levou 1 a 0 no Mineirão, na rodada da volta do público no Brasileirão

Luciano Périco: derrota do Inter para o Atlético-MG vai na conta de Diego Aguirre Ricardo Duarte / Sport Clube Internacional/Sport Clube Internacional
As melhores chances de abrir o marcador foram do time de Diego Aguirre, no primeiro tempo Foto: Ricardo Duarte / Sport Clube Internacional / Sport Clube Internacional

Caiu a sequência de oito jogos sem derrotas do Inter no Brasileirão. Olhando o panorama da partida, o Colorado até poderia ter saído em vantagem já no intervalo. Foram, pelo menos, dois chutes de Yuri Alberto

Desde o início, o Inter adotou uma postura agressiva. As melhores chances de abrir o marcador foram do time de Diego Aguirre. O Atlético-MG, abalado pela eliminação da Libertadores para o Palmeiras, teve dificuldades de se impor dentro do Mineirão. 

Na etapa final, naturalmente, Cuca colocou mais força ofensiva no Galo. Aos poucos, os mineiros foram tomando conta do jogo. No contexto, não há explicação plausível para o treinador colorado ter feito apenas uma alteração, das cinco possíveis, com todo o desgaste imposto pela partida. Só fez a troca de Dourado por Guerrero, quando Keno já havia feito 1 a 0. Naquela altura da partida, Saravia, Patrick e Taison já estavam completamente esgotados. Era hora de dar gás novo. Os três foram até o final. 

Leia mais
Inter perde para o Atlético-MG e desperdiça chance de ingressar no G-6
Edenilson analisa derrota do Inter para o Atlético-MG: "Faltou um pouco de tranquilidade"
Aguirre lamenta derrota do Inter para o Atlético-MG: "Faltou alguma coisa a mais"

Por que Aguirre não fez substituições com várias opções no banco de reservas? Em uma semana de trabalho no CT Parque Gigante, o técnico não testa possibilidades de mudanças para tentar alterar o jogo? Deixou clara a impressão de falta de confiança no grupo. 

Já cansei de elogiar a clareza de Aguirre na avaliação de outros jogos da temporada. Mas no sábado (02) faltou admitir, na entrevista, que não foi a melhor estratégia de fazer uma só alteração. A derrota vai na conta do treinador uruguaio. 

Óbvio que perder para o líder do campeonato não é o fim do mundo. É normal. Ficou a sensação de que a sorte do Colorado poderia ter sido outra em Belo Horizonte. O próprio Aguirre mostrou que isso era possível. Faltou ousadia no segundo tempo. Nada de terra arrasada. Vida que segue

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros