Lelê Bortholacci: mais um capítulo do amadorismo da arbitragem brasileira - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada13/11/2021 | 07h00Atualizada em 13/11/2021 | 07h00

Lelê Bortholacci: mais um capítulo do amadorismo da arbitragem brasileira

Episódio no jogo entre Flamengo e Bahia escancarou um problema grave no nosso futebol

Lelê Bortholacci: mais um capítulo do amadorismo da arbitragem brasileira Marcelo Cortes / Flamengo/Divulgação/Flamengo/Divulgação
Pênalti dado para o Flamengo contra o Bahia pelo senhor Vinícius Gonçalves Dias Araújo foi esdrúxulo Foto: Marcelo Cortes / Flamengo/Divulgação / Flamengo/Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

A divulgação do áudio e vídeo do VAR no lance do pênalti dado para o Flamengo contra o Bahia escancaram o despreparo da arbitragem brasileira. O VAR chamou o árbitro de campo e mostrou, com imagens, que não houve a infração. Mesmo assim, o senhor Vinícius Gonçalves Dias Araújo manteve sua decisão e confirmou o pênalti. 

Aí eu pergunto: para que o VAR, se nem a imagem faz o árbitro voltar atrás e corrigir seu erro? Desde que a tecnologia foi implantada, sempre afirmei que o grande problema seria o ego desses senhores. O episódio de Flamengo x Bahia só confirmou isso. E tem algo ainda mais grave: o mesmo árbitro havia apitado Grêmio x Fluminense na terça-feira (9), 48 horas antes. Por que escalar o mesmo cidadão em dois jogos que envolvem duas equipes que disputam a mesma coisa na reta final do campeonato? É muita vontade de se incomodar. 

E, pelo visto, Leonardo Gaciba conseguiu. Foi demitido e não comanda mais o quadro de árbitros da CBF. Sinceramente, acho pouco provável que a demissão dele mude algo na arbitragem brasileira. Enquanto ela não for profissionalizada, vai continuar como está. Dinheiro para isso, tem. A CBF só não faz porque não quer.

Leia mais
Áudio do VAR de Flamengo x Bahia é divulgado, e juiz explica pênalti: "Corre o risco, e pega no braço"
"Vamos trabalhar para o árbitro atuar com maior independência do VAR", diz novo chefe de arbitragem da CBF
Inter x Athletico-PR: horário, como acompanhar e tudo sobre o jogo da 32ª rodada do Brasileirão

A chance de Cadorini

Yuri Alberto, um dos titulares indiscutíveis e essenciais de Diego Aguirre, está fora do jogo deste sábado (13) por suspensão. Com isso, surge a oportunidade para Matheus Cadorini começar jogando, algo que ele fez por merecer da forma mais justa possível: dentro do campo. 

Nos dois jogos em que entrou, mesmo no segundo tempo, fez gol. Não há cartão de visita melhor para um centroavante. Isso é meritocracia. E me alegra demais saber que ela existe dentro do Inter.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros