Lelê Bortholacci: os culpados pela torcida única - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada04/11/2021 | 09h00Atualizada em 04/11/2021 | 09h00

Lelê Bortholacci: os culpados pela torcida única

Inter e Grêmio farão, depois de muito tempo, um clássico Gre-Nal com apenas uma cor nas arquibancadas, por conta de uma punição acertada do STJD

Lelê Bortholacci: os culpados pela torcida única Marco Favero / Agencia RBS/Agencia RBS
Beira-Rio será apenas da torcida colorada no próximo sábado (6) Foto: Marco Favero / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

O que todo mundo esperava se confirmou. O governo do Estado liberou o aumento da capacidade dos estádios da capital e o Beira-Rio já poderá receber até 25 mil torcedores no Gre-Nal. Simultaneamente, o STJD proibiu, através de liminar, o Grêmio de ter sua torcida em casa ou como visitante, até o julgamento da invasão do gramado ocorrida no último domingo (31).

Com estas duas decisões tomadas, nos encaminhamos para algo que durante anos tentamos evitar: o clássico com torcida única. Para a tradição do espetáculo, acho uma pena. Mas não há como discordar do que foi decidido. E que fique bem claro: dessa vez não tem “manobra política” ou “favorecimento” para um lado ou para o outro.

Não caiam nessas lorotas que sempre surgem pra tentar minimizar atos graves por causa da tal “grenalização”. A não presença dos gremistas no Beira-Rio no próximo sábado é de responsabilidade exclusiva de seus “torcedores”, que protagonizaram as lamentáveis cenas no final do jogo contra o Palmeiras.

Leia mais
Governo do RS permite aumento de público nos estádios, e Gre-Nal poderá ter até 25 mil torcedores
Depois de um mês, Inter pode ter "escalação ideal" no Gre-Nal
Bruno Méndez fala sobre importância do Gre-Nal 434 para o Inter: "Para a história"

Com o que tem de melhor

Pelo visto nosso técnico Diego Aguirre vai ter mais opções do que nas últimas rodadas. O grupo vai se reforçando com gente que estava no departamento médico ou suspenso. Se Daniel, Moisés e Yuri Alberto estiverem em condições, poderemos ter em campo a equipe considerada ideal pelo treinador uruguaio. Jogar o Gre-Nal com o que temos de melhor, seria um grande “presente” depois de tantas ausências nesta sequência ruim de quatro jogos sem vitória.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros