Luciano Périco: a vantagem do Inter para o Gre-Nal - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Aumento de cota04/11/2021 | 07h00Atualizada em 04/11/2021 | 07h00

Luciano Périco: a vantagem do Inter para o Gre-Nal

Em um momento raro na história, clássico deverá ser com torcida única no Beira-Rio

Luciano Périco: a vantagem do Inter para o Gre-Nal Ricardo Duarte / Inter/Inter
Somente torcedores colorados poderão acompanhar o duelo no estádio neste sábado (6) Foto: Ricardo Duarte / Inter / Inter

Com o aumento da vacinação e a queda nos números de internações por covid-19, o gabinete de crise do governo do Rio Grande do Sul está ampliando a capacidade de ocupação atual dos estádios para 50% do total. O fato demonstra ainda uma grande cautela das autoridades gaúchas em comparação a outros estados. Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais já liberaram 100% das arquibancadas em meio à pandemia. 

A questão já impacta diretamente no público do Gre-Nal do próximo sábado (6). O Inter poderá comercializar ingressos para 25 mil pessoas. Por causa das confusões da partida Grêmio e Palmeiras, o STJD entrou com uma liminar que veta a presença de gremistas como visitantes nas partidas do Brasileirão. Por isso, os torcedores do Tricolor não poderão estar no clássico do Beira-Rio. O fato será uma vantagem inédita na história dos confrontos. A história recente não sabe o que é ter um duelo de torcida única no maior clássico gaúcho. 

Leia mais
Bruno Méndez fala sobre importância do Gre-Nal 434 para o Inter: "Para a história"
Depois de um mês, Inter pode ter "escalação ideal" no Gre-Nal

Mas é importante ressaltar que os protocolos de saúde ainda necessitam ser manter rigorosos. A apresentação da carteira de vacina deve ser considerada como pré-requisito básico para permitir o acesso do público. Nesse ponto, não pode ter termo de negociação. O que tem se visto nos estádios pelo Brasil é que distanciamento entre as pessoas nas arquibancadas e o uso de máscara, não vem sendo respeitados pela maioria das pessoas. 

Por mais que esteja na norma, vamos combinar que, infelizmente, é muito difícil de controlar o comportamento das pessoas. Neste caso, penso que cada indivíduo deve ter a consciência de que é preciso cuidar de si e arcar as consequências da decisão tomada. Cada vez mais, estamos caminhando para uma normalidade. Mas sempre é preciso manter alguma cautela nos cuidados. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros