Gustavo Manhago: o tamanho da reformulação no Inter - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

O futuro do colorado08/12/2021 | 09h00Atualizada em 08/12/2021 | 09h00

Gustavo Manhago: o tamanho da reformulação no Inter

Colorado precisa muito mais do que um novo técnico ou uma nova forma de jogar em 2022

Gustavo Manhago: o tamanho da reformulação no Inter André Ávila / Agencia RBS/Agencia RBS
O Inter precisa muito mais do que um novo técnico ou uma nova forma de jogar em 2022 Foto: André Ávila / Agencia RBS / Agencia RBS

Paixão teve o áudio vazado. Taison escancarou em entrevista. Emílio Papaléo Zin, vice-presidente de futebol, endossou as palavras do capitão colorado. O Inter precisa muito mais do que um novo técnico ou uma nova forma de jogar em 2022. 

Precisa substituir peças que já não entregam o aceitável. E se alguma vez entregaram nos últimos cinco anos, não foi suficiente para sequer levantar uma taça de Gauchão. 

Leia mais
Quanto o Inter deixa de ganhar se não disputar a Libertadores
Do que o Inter precisa na última rodada do Brasileirão para garantir vaga na Libertadores de 2022
Abatimento, análises e mudanças: a repercussão da derrota do Inter para o Atlético-GO

A missão não é fácil porque os recursos financeiros não são satisfatórios. Mas a direção assumiu que fosse assim, ao achar que ganhando o Gre-Nal teria cumprido seu modestíssimo papel na atual temporada. 

Ao aprovar medidas que deixaram titulares de fora em partidas contra Cuiabá e São Paulo, apenas para citar dois exemplos, assumiu o risco de ficar fora da Libertadores mesmo que incríveis oito vagas estejam abertas via Brasileirão. E o Inter está apenas em 12º. Entender o recado dado pela torcida, nas vaias de segunda-feira, logo na escalação do time, deve abrir o caminho das saídas de Lomba, Moisés, Lindoso, Patrick...

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros