Lelê Bortholacci: o exemplo do Athletico Paranaense que o Inter deve seguir - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada03/12/2021 | 09h00Atualizada em 03/12/2021 | 09h00

Lelê Bortholacci: o exemplo do Athletico Paranaense que o Inter deve seguir

Utilizar a mesma estratégia do Furacão, em 2022, me parece o caminho mais lógico para atingirmos o objetivo número um do Colorado

Lelê Bortholacci: o exemplo do Athletico Paranaense que o Inter deve seguir Lauro Alves / Agencia RBS/Agencia RBS
Com coragem, o Furacão apostou numa política de priorização clara das copas e que inclui, também, a retirada do time principal da disputa do campeonato regional Foto: Lauro Alves / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Todo ano é a mesma conversa sobre o terrível calendário do futebol brasileiro e suas consequências. Muitas delas, inclusive, utilizadas como justificativa para fracassos e derrotas. Enquanto os anos passam e a CBF nada faz para resolver este problema, um clube brasileiro se destaca por tomar uma iniciativa que divide opiniões, mas com resultados inquestionáveis: o Athletico Paranaense. 

Com coragem, o Furacão apostou numa política de priorização clara das copas e que inclui, também, a retirada do time principal da disputa do campeonato regional — colocando o sub-20 — e utilizando o período para uma pré-temporada muito mais eficiente. No Campeonato Brasileiro, apostam em uma campanha de meio de tabela, com foco único em permanência na Série A, sem pretensão alguma de título. 

Sabem que um campeonato de pontos corridos com 38 rodadas será disputado pelos maiores orçamentos. Assim como sabem que não fazem parte deste escalão. Nos últimos quatro anos executando esta estratégia, conquistaram duas copas Sul-Americanas e uma Copa do Brasil, se tornando o terceiro clube mais vitorioso do país no mesmo período — só atrás dos milionários Flamengo e Palmeiras. Impossível criticar.

Leia mais
Tempo de contrato, valores e concorrência: o debate interno sobre Felipe Melo no Inter
Inter planeja dar rodagem a jovens goleiros
Inter avança em conversas para permanência com Moisés 

O foco deve ser nas Copas

Trazendo pra nossa realidade, tenho plena consciência que “largar” o Campeonato Gaúcho é praticamente impossível e todo colorado tem verdadeira obsessão por reconquistar o Brasileirão, mas utilizar a mesma estratégia do Furacão em 2022, me parece o caminho mais lógico para atingirmos o objetivo número um: voltarmos a levantar uma taça relevante. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros