Francisco Luz: viva o futebol brasileiro - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Colorada03/01/2022 | 09h00Atualizada em 03/01/2022 | 09h00

Francisco Luz: viva o futebol brasileiro

Como sempre, teremos surpresas ao longo da temporada

Francisco Luz: viva o futebol brasileiro Divulgação / @maracana/@maracana
É impossível, por ora, saber o que esperar do Inter, ou onde o time pode chegar neste 2022 que dá as caras Foto: Divulgação / @maracana / @maracana

Ano novo, técnico novo, novas esperanças. É impossível, por ora, saber o que esperar do Inter, ou onde o time pode chegar neste 2022 que dá as caras. Mas existe uma certeza: como sempre, teremos surpresas ao longo da temporada do futebol brasileiro. É o que temos de melhor, nossa grande atração.

Afinal, em que outro país do mundo os dois clubes mais ricos e que terminaram o campeonato nacional em primeiro e segundo lugar trocam de técnico de forma inesperada? Isso é coisa nossa, muito nossa. E garante, sempre, a chance de algo diferente. Algum clube que se intrometa na briga dos três primos ricos — Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras —, mesmo que este trio garanta suas tacinhas até novembro.

E aí que entra o Inter. Em 2018 e 2020, tivemos grandes campanhas no Brasileirão. Se o time de Odair Hellmann não manteve o ritmo no segundo turno, mesmo assim figurou na parte mais rarefeita da tabela e chegou a liderar o campeonato. Em 2020, bem... se o Uendel não fosse expulso no primeiro tempo contra o Sport, se o Lomba não desse o pior golpe de vista da história...

Leia mais
Inter tem interesse em David, atacante do Fortaleza
Ex-atacante do Inter recorda experiência com Medina no Talleres: “Parecido com o Odair Hellmann”
Inter anuncia reformulação no time feminino com 10 saídas

Em comum, o fato de que fomos a surpresa na briga nestas duas temporadas. Dá para, pelo menos, torcer por algo assim de novo, né?

Regularidade é a chave

Tomara que nosso novo treinador use bem os primeiros meses, com apenas Gauchão e jogos isolados pela Copa do Brasil, para descobrir e montar seu time. O Inter de Medina precisa ser regular, constante: precisa se impor em casa e defender bem fora. Se fizer isso... sonhar ainda não custa nada.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros