Lelê Bortholacci: a melhor chance possível para o Inter reverter a sua situação - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada22/02/2022 | 09h00Atualizada em 22/02/2022 | 09h00

Lelê Bortholacci: a melhor chance possível para o Inter reverter a sua situação

Até agora, salvo uma ou outra exceção, as amostras são muito ruins e o saldo negativo

Lelê Bortholacci: a melhor chance possível para o Inter reverter a sua situação Jefferson Botega / Agencia RBS/Agencia RBS
A direção traz um treinador que tem uma proposta específica de jogo, mas não lhe dá as peças necessárias para o melhor funcionamento Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Quem me acompanha neste espaço ou nas redes sociais sabe que eu tenho opinião formada sobre fase inicial de trabalho num time de futebol. Não há como exigir grandes atuações quando a comissão técnica e o grupo estão recém se conhecendo, ainda mais num calendário como o nosso que, praticamente, não permite treinos em sequência nos curtos espaços entre os jogos. 

A nossa realidade é essa mesmo e todo mundo sabe disso. E, mesmo que não ocorra a "grande" atuação, o período inicial de jogos da temporada tem o campeonato regional, onde a diferença  técnica e orçamentária é oceânica o que obrigaria a, pelo menos, disputarmos o título. Já se passaram oito rodadas e o Inter não joga bem, mostra quase nenhuma evolução e assusta seu torcedor porque os equívocos não se restringem ao que vemos dentro do campo. 

Leia mais
Com Wesley Moraes reavaliado e Bustos no aguardo do BID, Inter abre a semana do Gre-Nal
Nova exigência impede anúncio, mas Inter espera fechar contratação de Marrony nesta semana
Alvo do Inter, Diego Rossi está próximo de ser adquirido em definitivo pelo Fernerbahçe

A direção traz um treinador que tem uma proposta específica de jogo, mas não lhe dá as peças necessárias para o melhor funcionamento. O treinador, por sua vez, comete equívocos na escalação e na lista de relacionados. E jogadores deste grupo, que já estiveram entre os melhores do país em suas posições, não conseguem reencontrar seu futebol.

Ou todos os envolvidos se unem definitivamente para fazer cada um o seu melhor, ou teremos um ano complicado. Até agora, salvo uma ou outra exceção, as amostras são muito ruins e o saldo negativo. E não há chance melhor para reverter isso do que vencer um clássico. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros