Lelê Bortholacci: a nítida evolução do Inter com Mano Menezes - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada03/05/2022 | 08h00Atualizada em 03/05/2022 | 08h00

Lelê Bortholacci: a nítida evolução do Inter com Mano Menezes

O futebol apresentado é muito melhor do que aquele que víamos com Alexander Medina

Lelê Bortholacci: a nítida evolução do Inter com Mano Menezes Jefferson Botega / Agencia RBS/Agencia RBS
O time já evoluiu sob o comando de Mano Menezes Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Agencia RBS
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Mesmo que o empate com o Avaí tenha nos dada aquele "sabor de derrota", ficou evidente que o time já evoluiu sob o comando de Mano Menezes. A postura fechada do adversário dificultou, mas não impediu que houvessem jogadas de perigo bem construídas pelo Inter e que só não terminaram em gol porque o goleiro Douglas Friederich foi o melhor jogador em campo. 

A vitória não veio, mas o futebol apresentado é muito melhor do que aquele que víamos com Alexander Medina. É verdade, também, que Mano já conta com mais qualidade no grupo. No domingo, Taison e David — que eram titulares com Medina — vieram do banco de reservas. Mas aí entra o ponto que mais me preocupou: nenhuma das substituições fez o time melhorar. Muito pelo contrário. 

O domínio que tivemos sobre o adversário foi muito maior no primeiro tempo onde, por exemplo, Daniel praticamente não participou do jogo. Já na etapa final, com o time empilhando atacantes em busca da vitória, inevitavelmente sobraram espaços para os catarinenses que só não complicaram as coisas devido as providenciais intervenções do nosso goleiro. E ele está ali justamente pra isso.

Leia mais
Inter confirma lesão muscular em Rodrigo Moledo
Jogadas agudas e aproximação: como foram as estreias de Pedro Henrique e Estêvão
Mercado e Vitão disputam vaga de Moledo na zaga do Inter

O que realmente importa é que o time siga evoluindo e vá se encontrando cada vez mais de acordo com as ideias de um treinador que conhece muito o nosso futebol. A zaga já não vaza há mais de 300 minutos, o meio-campo tem controlado bem os jogos e o ataque está criando oportunidades. O entrosamento vai melhorar e o time vai crescer. Podem apostar. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros