Luciano Périco: a falha crônica no Inter que Mano Menezes precisa resolver - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Empacado23/05/2022 | 08h00Atualizada em 23/05/2022 | 08h45

Luciano Périco: a falha crônica no Inter que Mano Menezes precisa resolver

Colorado buscou o empate em 1 a 1 na Arena Pantanal contra o Cuiabá, no sábado (21)

Luciano Périco: a falha crônica no Inter que Mano Menezes precisa resolver Ricardo Duarte / Inter / Divulgação/Inter / Divulgação
Uruguai Carlos de Pena fez o gol da equipe colorada no Mato Grosso Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / Inter / Divulgação

Não critiquei, antes da partida com o Cuiabá neste sábado (21), a ideia de Mano Menezes de preservar jogadores. Agora seria oportunismo afirmar que foi um equívoco. Mesmo com alguns titulares poupados, o resultado poderia ter sido melhor na Arena Pantanal. O primeiro tempo foi um jogo morno. Raras emoções de parte a parte. Na etapa final, tivemos mais ação.

Os donos da casa fizeram 1 a 0 com uma falta cometsida por Moisés, sem necessidade, e cobrada por Valdivia. A bola passou a barreira. Daniel falhou. É visível que goleiro colorado tem feito grandes defesas. Até mesmo alguns milagres. Mas também mostra erros graves. Como o frangaço contra o Globo-RN e o chute de Bitello no Gre-Nal dos 3 a 0. Duas derrotas que custaram muito caro.

Leia mais
Mano projeta retorno de Renê para decisão na Sul-Americana
Números e posicionamento: como Aránguiz poderia se encaixar no Inter de Mano
Presidente do Inter não acredita que caso Edenilson faça Corinthians desistir de negócio por Bruno Méndez

A falta de habilidade em concluir as jogadas já é um problema crônico do Inter. Serve para explicar mais um empate. David perde muitas chances. Mano Menezes terá que encontrar uma solução. Wesley Moraes entrou mal. E Alemão joga muito na base da vontade. 

Alan Patrick e Edenilson não estiveram inspirados como contra o Corinthians. Poupado, Carlos de Pena melhorou o time quando entrou. Ele cobrou o pênalti do gol de empate. Bustos, Vitão e Wanderson foram os outros destaques. 

Agora na campanha são quatro empates seguidos no Brasileirão. Um baixo aproveitamento recente de 33,3%. O Inter empaca na tabela com 48% de pontos conquistados. Excesso de resultados com igualdade atrapalha qualquer campanha que quer chegar longe.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros