Luciano Périco: ferrolho do Avaí segurou o Inter na estreia de Mano Menezes no Beira-Rio - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

 Empate ruim02/05/2022 | 08h00Atualizada em 02/05/2022 | 08h00

Luciano Périco: ferrolho do Avaí segurou o Inter na estreia de Mano Menezes no Beira-Rio

Colorado ficou no 0 a 0 e não atingiu a pontuação do líder Corinthians

Luciano Périco: ferrolho do Avaí segurou o Inter na estreia de Mano Menezes no Beira-Rio Ricardo Duarte / Sport Club Internacional/Divulgação/Sport Club Internacional/Divulgação
Mano Menezes fez seu primeiro jogo no Beira-Rio comandando o Inter Foto: Ricardo Duarte / Sport Club Internacional/Divulgação / Sport Club Internacional/Divulgação

Quem acompanhou Inter e Avaí no Beira-Rio, neste domingo (1º), pôde ver duas ideias de jogo bem diferentes. De um lado, o time de Mano Menezes querendo a vitória desde o primeiro minuto. Do outro, os catarinenses pensando apenas em se defender para levar um pontinho para Floripa. A segunda estratégia acabou levando a melhor no final.

Confira a classificação e os jogos do Brasileirão  

É importante dizer que, no primeiro tempo, faltou uma maior aproximação entre o meio-campo e o ataque da equipe colorada. Mesmo tendo o controle total do jogo, o Inter não conseguiu criar chances claras de gol. O goleiro Douglas não foi exigido. A maior emoção foi uma bola na trave de Bustos. 

No geral, Mauricio, Wanderson e Carlos de Pena ficaram abaixo em relação aos últimos jogos. Isolado na frente em alguns momentos, Alemão pouco pôde fazer. Fez uma boa jogada no segundo tempo. Só não dá para botar pressão em cima do atacante para sempre ter de resolver.

Leia mais
Papaléo afirma que Inter tentará comprar Bruno Méndez: "Vamos fazer de tudo para ele ficar"
Substituído aos 10 minutos contra o Avaí, Moledo pode desfalcar o Inter na Copa Sul-Americana
Inter fica no empate com o Avaí e termina a rodada fora do G-6 no Brasileirão

Na etapa final, o Colorado teve bem mais volume de jogo. Mano recorreu ao banco e colocou Taison, David e Pedro Henrique para ter mais poderio ofensivo. Estevão recebeu a primeira oportunidade. Martelou bastante. Segundo dados de GZH, foram 23 finalizações no geral. Só que a bola teimou em não entrar. Faltou capricho nas conclusões. Edenilson carimbou o travessão. O Avaí pouco ameaçou. 

A pior notícia foi a lesão muscular de Moledo na coxa esquerda no começo do jogo. O empate acabou sendo um mau negócio para o Inter, que ficou fora até do G-6. Perdeu uma baita chance de igualar os nove pontos do líder Corinthians. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros