Vini Moura: o foco do Inter deve seguir na Sul-Americana  - Inter - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Colorada06/08/2022 | 08h00Atualizada em 06/08/2022 | 08h00

Vini Moura: o foco do Inter deve seguir na Sul-Americana 

O jogo de ida no Peru já demonstrou que não teremos uma tarefa fácil mesmo no Beira-Rio

Vini Moura: o foco do Inter deve seguir na Sul-Americana  Ricardo Duarte / Inter/Divulgação/Inter/Divulgação
Edenilson é um dos que devem ser poupados no Brasileirão Foto: Ricardo Duarte / Inter/Divulgação / Inter/Divulgação

A atuação da equipe na última quinta-feira (4), no Peru, foi ruim. Mesmo assim, tivemos destaques individuais que conseguiram levar o time nas costas em momentos da partida. Edenilson e Daniel foram os diferentes em uma equipe que não funcionou e mostraram porque são essenciais para os próximos jogos. 

No caso do nosso goleiro, não sei se é necessário a preservação na partida contra o Fortaleza, neste domingo. Por outro lado, os jogadores de linha devem ser poupados pelo técnico Mano Menezes. Edenilson, por exemplo, não podemos sofrer o risco de perder a presença dele no jogo de volta.  

Leia mais
Chileno irá apitar segundo jogo entre Inter e Melgar
Fortaleza x Inter: onde assistir, escalações e como chegam os times
O fenômeno Daniel no Inter

Deixar de usar jogadores titulares em Fortaleza não significa não estar com vontade de ir longe no Campeonato Brasileiro. Acontece que a curto prazo precisamos desta classificação na Sul-Americana, e o jogo de ida no Peru já demonstrou que não teremos uma tarefa fácil mesmo jogando no Beira-Rio. 

Lembrando que contra o time nordestino pelo Brasileirão teremos à disposição Alan Patrick e Taison, que precisam de ritmo de jogo por estarem voltando de lesão.  

De forma estratégica, conseguindo a classificação na Sul-Americana, o Inter precisa pensar melhor a partida de ida. O Colorado necessita ter mais ambição pela vitória nos jogos de ida para conseguir pensar melhor a sequência do calendário e não ficar tão preocupado com preservar jogadores e equilibrar a força do time nas duas competições. 

Mesmo o empate não sendo um mau resultado, não estamos tranquilos para a volta. A corda segue esticada, e isso pode ser perigoso. 


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros