"Chega de perder fora de casa" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor05/10/2016 | 07h07Atualizada em 05/10/2016 | 09h26

"Chega de perder fora de casa"

Jogo desta quarta-feira, contra o Vitória, na Bahia, é fundamental para ganhar confiança e aproximar o Tricolor do G6.

"Chega de perder fora de casa" LUCAS UEBEL/Grêmio/Divulgação
Foto: LUCAS UEBEL / Grêmio/Divulgação

A possibilidade de G6, G7 ou G8 para a Libertadores de 2017, mudou completamente nossa perspectiva para o restante do Brasileirão. Em entrevista em Salvador, ontem, o técnico Renato Gaúcho reforçou o discurso corrente: esse aumento de vagas faz da classificação para a Libertadores uma obrigação. Porém, mesmo que o cenário tenha melhorado um pouco para o nosso lado, nossas atuações e resultados precisam melhorar, urgentemente.

Para que o Tricolor chegue, pelo menos, na sexta colocação, precisa conseguir resultados positivos fora de casa o quanto antes. Nossa última vitória distante da Arena foi no Gre-Nal do Beira-Rio, no já longínquo três de julho. Já fora do Rio Grande do Sul, faz mais tempo ainda: em 26 de maio, em Belo Horizonte, contra o Atlético-MG. Até agora, temos o péssimo aproveitamento de 23,8% fora de casa, sendo o oitavo pior visitante do campeonato.

Melhor sem Marcelo. Pior sem Luan

Para o jogo desta quarta-feira, contra o Vitória, acredito que nosso comandante terá apenas um problema, no que se refere aos desfalques. A suspensão de Marcelo Oliveira deve ser comemorada pela torcida, tendo em vista o desastre de suas atuações em 2016. Há tempos, defendo nesse espaço que, na atual situação do futebol brasileiro, um bom lateral apoiador é suficiente.

Claro que dois do nível de Cafu e Roberto Carlos são o sonho de qualquer torcedor. Mas como não os temos, um Edílson na direita quebra bem o galho. Na esquerda, Marcelo não consegue cumprir as funções básicas _ e olha que nem me refiro ao apoio. Mas sim, aos problemas que apresenta na recomposição, e aos gols que o Tricolor leva com bolas nas suas costas. Então, Iago acaba sendo uma boa reposição.

Já no caso do desfalque de Luan, a situação é bem diferente. Mesmo que não passe por sua melhor fase, sua qualidade é indispensável. E, infelizmente, Henrique Almeida, o provável substituto do jovem, no jogo de hoje, vem de péssimas atuações. Seu parceiro, Pedro Rocha, consegue ser ainda pior. Ou seja: se depender de nossos atacantes, nossa perspectiva de sair de Salvador com uma vitória é tensa. Na atual situação, fecho com um empatezinho amigo, agora. Se não melhoramos nosso retrospecto fora de casa, não pioraremos, ao menos. 

Leia outras colunas

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros