Guerrinha: "Suor, lágrimas e muito esforço" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Guerra03/10/2016 | 07h05Atualizada em 03/10/2016 | 07h05

Guerrinha: "Suor, lágrimas e muito esforço"

Guerrinha: "Suor, lágrimas e muito esforço" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Vai ser assim até o fim.

Com a casa animada, pintada de vermelha, o Inter fez a sua obrigação: derrotou o Figueirense, com suor, lágrimas e muito esforço.

Leia outras colunas do Guerrinha

Mesmo com a vitória, o time do técnico Celso Roth permanece em situação complicada, correndo riscos de beijar a lona e vai fazer o seu povo sofrer até o fim da competição para salvar a pele do inferno.

Mesmice

Esse filme é antigo.

Apesar da mudança de comando, o Grêmio foi o mesmo da maioria dos jogos longe da Arena.

Verdade que teve algumas boas chances no início, mas aos poucos foi perdendo o ritmo, passou a ser pressionado e, no fim da contas, acumulou mais uma derrota, agora para o Cruzeiro.

Com mais este fracasso, o time do técnico Renato Portaluppi segue longe do G-4 e com a corda no pescoço para brigar por um possível G-5.

Surpresa 

Foi uma grande surpresa.

Até as paredes sabem que o futebol está igual, mas a goleada do Vitória sobre a Chapecoense, em Santa Catarina, por 4 a 1, é dessas coisas que se chama de fora da curva.

Se continuar assim, o time baiano vai sair da briga do Z-4 rapidinho.

Ruindade

Mais uma prova.

Se alguém tinha dúvidas se o problema era dentro ou fora do campo, o Corinthians tratou de dar um fim na questão. Levou 2 a 0, ao natural do Botafogo, ficou mais longe do G-4 e deu outra demonstração de que o fraco desempenho passava longe do técnico Cristóvão Borges.

Perguntinha: O Inter vai finalmente entrar nos trilhos?


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros