Guerrinha: "Hora de usar os cascudos" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Guerra25/11/2016 | 08h08Atualizada em 25/11/2016 | 08h08

Guerrinha: "Hora de usar os cascudos"

Guerrinha: "Hora de usar os cascudos" Ricardo Duarte/Sport Club Internacional,divulgação
Foto: Ricardo Duarte / Sport Club Internacional,divulgação

Insatisfeito com a atuação contra o Corinthians, o técnico Lisca não anunciou, mas vai fazer mudanças na escalação do Inter para enfrentar o Cruzeiro, domingo, no Beira-Rio.

Pelo que se sabe, o atual chefe do vestiário entende que o momento é de apostar nos cascudos, que sentem menos o aperto da gravata e podem dar uma resposta bem melhor.

Trairagem — É muito amadorismo. Na surdina, após o treino de quarta-feira, a direção do São Paulo interrompeu o banho do técnico Ricardo Gomes para avisá-lo de sua demissão. Faltando dois jogos para o fim da temporada, a atitude foi vista, no vestiário do Morumbi, como uma trairagem, coisa que os boleiros repudiam nos dirigentes.

Perfeição — A bela vitória sobre o Atlético-MG, que valeu o título da Copa do Brasil e transformou o jogo da Arena, na próxima quarta-feira, num simples amistoso, foi daquelas de encher os olhos de quem gosta de bom futebol.

Excluindo o pecado cometido por Pedro Rocha, ao tirar a camisa na comemoração do gol, tudo funcionou de acordo com o planejamento. Por isso ninguém foi mais protagonista do que Renato Portaluppi.

Façanha — O futebol brasileiro está, de novo, na final da Copa Sul-Americana. Desta vez a façanha foi da Chapecoense, que segurou a bronca contra o San Lorenzo e ganhou o direto de sonhar com o maior título de sua história.

Perguntinha
O Grêmio mandará seus jogos no Mineirão?

Leia outras colunas do Guerrinha

*Diário Gaúcho


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros