Pedro Ernesto: "Frases e interpretações" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Pedro30/11/2016 | 07h42Atualizada em 01/12/2016 | 08h19

Pedro Ernesto: "Frases e interpretações"

Pedro Ernesto: "Frases e interpretações" Rodrigo de Oliveira/Agência RBS
Foto: Rodrigo de Oliveira / Agência RBS
Pedro Ernesto Denardin
Pedro Ernesto Denardin

pedro.ernesto@diariogaucho.com.br

Quando Fernando Carvalho disse que o Inter vive sua tragédia, é claro que ele não estava comparando com a da Chapeciense. Ele se referia ao fato do Colorado estar indo para a Série B. Uma derrota esportiva não passa nem de longe por um desastre capaz de tragar vidas.

As interpretações logo condenaram o dirigente, que teve de pedir desculpas.

Poucos dias atrás, se disse que o Atlético-MG não tinha um time. Depois se provou, no Mineirão, que era verdade. Levou um chocolate do Grêmio. Claro que nada tem a ver com o jogo do dia 7, mas o Galo deve ter sido o adversário mais fraco que o Tricolor enfrentou neste ano.

Os que ouviram ficaram furiosos com esta verdade. As redes sociais ajudam nas interpretações malucas e fora do lugar. É o que vivemos.

Homenagens
Não faltam homenagens para a Chapecoense. Todas oportunas, fazendo a dor dos familiares um pouco menor. Espero que elas sejam permanentes e que não terminem nos próximos quinze dias. A Chape precisará de todos nós durante um bom tempo. O clube perdeu tudo, menos a vontade de voltar, de ser admirado por sua comunidade e de fazer futebol com elegância e competência.

Mudanças
Cuca dá adeus ao Palmeiras. Abel Braga volta ao Fluminense. Roger Machado acerta com o Galo. São as primeiras mudanças de 2017. Por aqui, o Grêmio deve confirmar Renato e o Inter ainda não tem nada. Com eleição pela frente e sem saber em qual divisão jogará, o Colorado é só incertezas. 

Leia outras colunas do Pedro Ernesto Denardin


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros