Pedro Ernesto: "Última chance" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Pedro17/11/2016 | 08h01Atualizada em 17/11/2016 | 08h01

Pedro Ernesto: "Última chance"

Pedro Ernesto: "Última chance" Mateus Bruxel/Agencia RBS
Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS
Pedro Ernesto Denardin
Pedro Ernesto Denardin

pedro.ernesto@diariogaucho.com.br

Não há mais espaço para erros. Não haverá mais tempo de recuperação. O Inter não pode deixar de ganhar o jogo desta noite contra a Ponte Preta. De positivo, o fato de colocar em campo o melhor possível no momento, somado ao fato de jogar em casa e ter uma grande e enlouquecida torcida ao seu lado.

Olhando para as dificuldades, tem a qualidade da Ponte Preta — nada mais do que um time médio — e seu estado anímico na faixa do tanto faz. Essa é a última chance, a última cartada. Ou ganha e segue na briga ou perde e atira a toalha. É uma das noites mais importantes da história do Beira-Rio. O torcedor sabe que precisa lotar o estádio e emprestar ao time sua parcela de participação. Pode ser a diferença.

Leia outras colunas do Guerrinha

Pontos importantes
O Grêmio entra em campo pensando nos três pontos para se qualificar, pelo menos, no G-7 do Brasileirão. Jogo contra o São Paulo sempre tem alto grau de dificuldade, e o Grêmio só não terá Kannemann. Depois é descansar os titulares para a grande decisão da Copa do Brasil.

Exagero
Carol Portaluppi cometeu uma infração quando entrou em campo logo após a classificação sobre o Cruzeiro. Aí aconteceu a punição pelo STJD, um exagero brutal: o Grêmio perdeu o mando de campo na decisão da Copa do Brasil. Essa é uma punição para briga de torcedores, invasão no gramado para brigar etc. Uma simples invasão de uma filha do treinador para festejar, mas não é para tanto. O Tricolor recorrerá e essa punição deve cair.

*ZH ESPORTES

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros