Guerrinha: "Prova de desespero" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Guerra02/12/2016 | 07h35Atualizada em 02/12/2016 | 07h40

Guerrinha: "Prova de desespero"

Guerrinha: "Prova de desespero" Rodrigo de Oliveira/Agência RBS
Foto: Rodrigo de Oliveira / Agência RBS

Inteligente, líder, o sempre ponderado Fernando Carvalho passou o sinal vermelho ao comentar o adiamento da última rodada do Brasileirão.

Acostumado com vitórias, com títulos, e atônito com o enorme risco de queda para a Segundona, o dirigente usou mal as palavras e foi bombardeado nas redes sociais. Menos mal que, logo em seguida, tratou de elucidar melhor o comentário.

Retorno – Cansado do sofá, dos jogos na tevê, o técnico Abel Braga está de volta ao batente, mais uma vez no comando do Fluminense.

Acostumado a brigar por títulos, o comandante certamente vai pedir algumas contratações, único jeito de fazer o Fluzão entrar nos trilhos e sonhar com canecos.

Homenagem — Nesta hora de dor, de muita emoção, o técnico Renato Portaluppi apareceu na entrevista coletiva de quarta-feira vestindo a camisa da Chapecoense, uma bela homenagem ao clube catarinense.

No meio do papo com os jornalistas, o chefe do vestiário, que não é de ferro, soltou a emoção, chorou, lembrou que vai sentir saudades de muita gente que trabalhava no clube catarinense.

Mosca — Após um rápido namoro, sem noivado, Atlético-MG e o técnico Roger Machado trocaram alianças.

Claro que futebol é dentro de campo, mas a impressão que fica é de que o Galo acertou na mosca na escolha do chefe do vestiário.

Perguntinha
Quem treinará o Inter em 2017?

Leia outras colunas do Guerrinha

*Diário Gaúcho


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros