Guerrinha: "Só pode ajudar" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Guerra01/12/2016 | 08h04Atualizada em 01/12/2016 | 08h04

Guerrinha: "Só pode ajudar"

Guerrinha: "Só pode ajudar" Ricardo Duarte / Inter, Divulgação/Inter, Divulgação
Foto: Ricardo Duarte / Inter, Divulgação / Inter, Divulgação

Esta parada no Brasileirão dará ao técnico Lisca mais uma semana para ajustar o Inter, que está na obrigação de fazer três pontos contra o Fluminense e, acima de tudo, secar o Sport.

Nesse tempo maior para trabalhar, além da parte tática, o comandante, com certeza, tentará o que todos os outros que passaram no Beira-Rio não conseguiram: tirar um coelho da cartola e fazer o seu time jogar uma partida sem erros.

Substituto — Sem o suspenso Pedro Rocha, tudo leva a crer que Everton, agora quase no ponto ideal, com melhor ritmo de jogo, será titular para a final contra o Galo. A opção é bem simples de ser entendida: num jogo em que tem a vantagem, que o adversário vai conceder espaços, o Tricolor, obrigatoriamente, não pode abrir mão do contragolpe.

Recomeço – Além da dor da tragédia, da perda de uma grande família, a Chapecoense tem outra missão muito complicada pela frente: recomeçar a pensar em futebol.

A tarefa vai exigir apoio de todos os outros clubes e da poderosa CBF, para que o belo filme que já estava em cartaz, de vitórias, de organização, não seja retirado de cena.

Atitude – Um dia após anunciar a saída de Jorginho, o Vasco bateu o martelo com Cristóvão Borges.

Mais um desafio na vida do profissional, que conhece o riscado e, agora, poderá conseguir uma coisa que não teve nas passagens por outros clubes: sequência de trabalho.

Perguntinha
A CBF cancelará o último jogo da Chape?

Leia outras colunas do Guerrinha

*Diário Gaúcho


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros