Cacalo: "O Gre-Nal é uma quase verdade" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor04/03/2017 | 08h01Atualizada em 04/03/2017 | 08h01

Cacalo: "O Gre-Nal é uma quase verdade"

Cacalo: "O Gre-Nal é uma quase verdade" Camila Domingues/Especial
Foto: Camila Domingues / Especial
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Grêmio e Internacional, mesmo que seja por razões bem distintas, somente não podem ser derrotados neste clássico. Óbvio que ganhar é ótimo, mas acredito que o empate satisfaça os dois clubes. Como gremista, lógico que vou buscar uma grande vitória tricolor. Mas, como escrevi em colunas passadas, a equipe tem algumas dificuldades que ainda não permitiram que o técnico Renato Portaluppi alcance a melhor formação e mais entrosamento. Se porventura ocorrer uma derrota, pode gerar desconfiança em um time que está muito próximo de estrear na Libertadores.

Alinho assim essas poucas razões para entender que o empate mantém a expectativa de crescimento com a chegada de novos atletas, mesmo que a vitória consolide o novo trabalho e traga confiança de que as alterações táticas e de escalações estão no caminho certo.

Por motivos diferentes, o Inter joga tudo para evitar uma derrota, em face da completa reformulação que operou em seu elenco e por fazer parte da Segunda Divisão. Então, aos colorados também interessa o empate, inclusive em dimensões maiores do que para o Grêmio.

Jogo truncado
Penso que teremos um Gre-Nal truncado, sendo privilegiados os sistemas defensivos. Mas renovo minha crença que a qualidade de alguns jogadores do Tricolor possam ultrapassar a defesa colorada e que venha a vitória na Arena. É desejo. Como sempre se diz que clássico é a hora da verdade, pelo que representa esse jogo, é hora de uma quase verdade tão somente. No meio da próxima semana, começa a hora da verdade real.

Leia outras colunas da Paixão Tricolor

*Diário Gaúcho


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros