Cacalo: "O nove é dez" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor28/04/2017 | 08h01Atualizada em 28/04/2017 | 08h01

Cacalo: "O nove é dez"

Lucas Barrios mostrou a importância de ter um centroavante

Cacalo: "O nove é dez" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Aos poucos, vai caindo, para alguns entendidos, a ideia de que centroavante é coisa do passado, não é moderno. Chega de "falso nove", de flutuação, o que interessa é bola na rede, algo em que um centroavante de qualidade é especialista. A atuação de ontem do Grêmio, na vitória por 4 a 1 sobre o Guaraní-PAR, não foi de luxo, mas foi objetiva, impiedosa e copeira. Parabéns a todos os profissionais gremistas pela imediata resposta por deixarem de tomar o cafezinho.

Contratações pontuais

Entendi como positiva a notícia dada pela direção do Grêmio, informando que vai realizar uma nova avaliação do elenco para a continuidade da Libertadores, do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, que começam em seguida. Não se trata de dizer que o grupo de jogadores do Tricolor é insuficiente, mas é tão somente pensar em completar o elenco com as finalidades que se aproximam.

Imagino que algumas contratações rigorosamente pontuais sejam necessárias, por motivos diversos. Por exemplo, o atacante Beto da Silva, tido como esperança pela direção gremista, ainda não teve oportunidade de jogar, tampouco de treinar, devido às lesões que sofreu desde o início do ano. Espera-se muito desse atleta, na medida em que possui experiência europeia, é jovem e sempre demonstrou boa qualidade técnica.

Fato semelhante ocorre com Gata Fernández, que, embora tenha tido algumas poucas oportunidades, ainda não confirmou o histórico que o precedia, uma vez que não está adaptado e também sofreu uma lesão.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros