Guerrinha: "Grêmio liquidou a fatura" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Guerra Total29/06/2017 | 07h00Atualizada em 29/06/2017 | 07h00

Guerrinha: "Grêmio liquidou a fatura"

Mesmo faltando o jogo da volta, Tricolor se encaminhou na Copa do Brasil

Guerrinha: "Grêmio liquidou a fatura" Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Foi parto sem dor. Dono de muito mais qualidade, dentro de casa, o Grêmio deitou e rolou contra o Atlético-PR, goleou por 4 a 0 e liquidou, mesmo faltando o jogo da volta, na casa do Furacão, a briga que vale passagem na Copa do Brasil. Mais uma bela atuação do time do técnico Renato Portaluppi, que deu a volta por cima em apenas três dias e mostrou, com toda a clareza, que e candidato, sim, a mais um título na competição de mata-mata.

MISTÉRIO — Virou um grande mistério.

A cada dia que passa, aumenta a curiosidade da torcida e da imprensa sobre a ausência de Bolaños, que semanas atrás alegou falta de fôlego para encarar uma partida, ganhou tempo, tem sido visto no batente, mas segue fora até mesmo da relação dos concentrados nos jogos do Grêmio.

A impressão que se tem é de que o equatoriano, contratado por um caminhão de dinheiro, perdeu espaço com o técnico Renato Portaluppi e, se pintar algum interessado, será liberado na hora.

SEQUÊNCIA — Nada mais justo.

Apesar da falta de gols, o atacante Brenner, pela lesão de Pottker, pelo saldo devedor de Cirino, de Carlos e de Diego, merece seguir como titular no time do técnico Guto Ferreira para o importante jogo de sábado, contra o Boa Esporte, quando o Inter tem a chance de subir na tabela.

Claro que atacante sobrevive de bola na rede, mas o bom desempenho contra o Brasil-Pel, quando participou com sucesso, já é suficiente para a sua escalação.

LIDERANÇA — Missão cumprida.

Apesar das muitas dificuldades, o Juventude tirou vantagem das falhas defensivas do Goiás, goleou por 3 a 0, chegou aos 22 pontos e assumiu, de novo, a ponta da tabela da Segundona.

Com o aumento da gordura, o dono do Alfredo Jaconi tem todo o direito de sonhar com uma vaga na elite em 2018.

MORAL — Caiu nas graças.

Mesmo sem tempo para treinar, o técnico Luiz Carlos Wink conseguiu, na base do papo, com ajuda de vídeos, fazer o Criciúma se afastar da pior zona da tabela.

Em pouco tempo, o chefe do vestiário do Tigre começa a ser visto como salvador.

PERGUNTINHA

Quem vai passar na Copa do Brasil?

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros