Pedro Ernesto: "O Inter de Guto Ferreira vai de mal a pior na Série B" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Pedro24/07/2017 | 07h02Atualizada em 24/07/2017 | 10h59

Pedro Ernesto: "O Inter de Guto Ferreira vai de mal a pior na Série B"

Derrota para o Vila Nova foi mais um vexame da equipe colorada

Pedro Ernesto: "O Inter de Guto Ferreira vai de mal a pior na Série B" Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Pedro Ernesto Denardin
Pedro Ernesto Denardin

pedro.ernesto@diariogaucho.com.br

É claro que Guto Ferreira não acrescentou nada ao time do Internacional. Não serve de desculpa a falta de tempo para treinamentos. O time não joga. São 11 jogadores que entram em campo em busca de uma vitória, mas não têm esboço coletivo para conseguir. São jogadores fora de lugar, são escolhas equivocadas, mostrando a ausência de um padrão coletivo de futebol. Isso é de responsabilidade de um treinador que é mantido em nome da tese de que trocar pode ser ruim. Não sei. O que se sabe é que Guto Ferreira nada acrescenta e sobrevive com o Inter fora do G-4. Isso não serve. Para meu gosto, Guto não sabe o que fazer e leva o Inter para próximo do precipício.

SuperGrêmio

Contra o São Paulo, no Morumbi, hoje, o Grêmio precisa mostrar sua força. O Corinthians ganhou do Fluminense na tarde de ontem e disparou, está nove pontos à frente. Cabe só ao Grêmio voltar a exibir ser futebol e vencer mais uma fora. Segue a busca ao Corintianas. O time paulista fez sua parte. Fora de casa e contra um grande adversário. O time de Renato Portaluppi está vivo em três competições. A mais difícil é o Brasileirão. Faz 30 jogos que o Timão não perde.

Waldir Peres

Em 1982, na Copa da Espanha, Waldir Peres foi o goleiro brasileiro. Escolha de Telê Santana. Leão, que era o goleiro da hora, foi preterido e viu o Mundial como comentarista do Grupo RBR. Waldir Peres nunca foi o goleiro preferido da maioria, mas teve uma trajetória de 11 anos como titular do São Paulo. Não é pouco. Morreu ontem, de infarto, na hora do almoço. Foi um grande goleiro, não teve nenhuma culpa pela derrota daquela Seleção Brasileira que empolga o Mundo até hoje. Foram outras as razões que determinaram o fracasso naquela Copa.r.

Leia outras colunas do Pedro Ernesto


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros