Pedro Ernesto: "Tenho certeza de que o Inter será muito melhor" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Pedro06/07/2017 | 07h00Atualizada em 06/07/2017 | 07h00

Pedro Ernesto: "Tenho certeza de que o Inter será muito melhor"

Time terá a entrada de jogadores de qualidade contra o Criciúma  

Pedro Ernesto: "Tenho certeza de que o Inter será muito melhor" Ricardo Duarte / Inter, Divulgação/Inter, Divulgação
Foto: Ricardo Duarte / Inter, Divulgação / Inter, Divulgação
Pedro Ernesto Denardin
Pedro Ernesto Denardin

pedro.ernesto@diariogaucho.com.br

Voltam jogadores de qualidade e o time será bem escalado. Falo do Inter. Os dirigentes contrataram jogadores de qualidade para encarar a Segunda Divisão.

Falo do treinador, cuja obrigação é colocar os melhores em campo sem inventar, colocando-os na sua posição de origem, a menos que surja um problema muito difícil de resolver. Assim que vejo o Internacional para o jogo deste sábado, contra o Criciúma.

O time será alterado em sete posições, entrando em todas as trocas jogadores de mais qualidade do que aqueles que perderam para o Boa. Tenho certeza de que o Inter será muito melhor e convicção de que ganhará do Criciúma, pela qualidade muito superior.

Mudou muito, e para melhor.

MAIORIDADE

Renato Portaluppi cresceu muito como treinador, como comandante de um grupo de profissionais. Não vejo técnico no Brasil fazendo um trabalho melhor do que ele.

O time, por reflexo do seu treinador, também adquiriu uma maioridade expressiva, Dá show, mas quando isto não é possível, é capaz de administrar resultados. Foi assim lá em Mendoza, largou na frente e depois deu asas à resistência.

Conclusão: trouxe de lá uma grande vantagem. Está muito perto das quartas de final da Libertadores.

TREINADORES

Estes são profissionais que não podem se queixar muito da vida. Ganham salários milionários e, quando trabalham muito mal, são fartamente recompensados com indenizações polpudas.

Dorival Junior fracassou no Santos, pegou uma grana muito grande, e passados 30 dias já tem emprego no São Paulo. Não deve ser por menos de R$ 300 mil por mês. São pessoas que não podem se queixar da vida profissional.

Leia outras colunas do Pedro Ernesto


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros