Cacalo: "Nada de terra arrasada" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor25/08/2017 | 07h00Atualizada em 25/08/2017 | 07h00

Cacalo: "Nada de terra arrasada"

As vitórias voltarão logo ali adiante. Há muito jogo pela frente

Cacalo: "Nada de terra arrasada" Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Foto: Washington Alves / Light Press/Cruzeiro
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Em uma competição difícil como a Copa do Brasil, em que somente as equipes grandes e de primeira divisão têm chegado às finais, ganhar e perder faz parte do jogo. Isso não significa conformismo, resignação ou aceitação com naturalidade de uma derrota. Afinal, entre quatro grandes, somente um será vencedor e o Grêmio é pentacampeão, tendo vencido ano passado.

Antes que algum falso politicamente correto ou especialista em fofoca pense de forma equivocada, fiz referência a clubes de primeira divisão nas finais da Copa do Brasil porque esse torneio agrega equipes, inclusive, sem divisão ao longo do país. Até porque, se fosse me preocupar com uma flauta saudável, eu diria que o Grêmio está em busca da América, e o nosso ex-tradicional adversário está em busca DO América. Que cada um alcance seus objetivos, é o meu desejo de gaúcho.

Voltando à eliminação da Copa do Brasil, tenho para mim que poderá haver reflexos negativos no aspecto psicológico e emocional dos atletas, fato que deverá ser muito bem trabalhado internamente dentro do Grêmio. Em uma equipe de futebol, há o cansaço físico, fundamental, mas o esgotamento psicológico interfere também na cobrança de pênaltis.

Vitórias voltarão

Mas isso não é nada que não possa ser resolvido, que não possa ser devidamente administrado intramuros. Assim, mesmo lutando, mesmo se esforçando, a derrota veio. E as vitórias voltarão logo ali adiante. Por isso, nada de terra arrasada. Há muito jogo pela frente.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 

Mais sobre

Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros