Guerrinha: "Faltou competência" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Guerra Total24/08/2017 | 07h00Atualizada em 24/08/2017 | 07h00

Guerrinha: "Faltou competência"

Grêmio jogou pouco e, mais uma vez, fracassou nos pênaltis

Guerrinha: "Faltou competência" DUDU MACEDO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: DUDU MACEDO / FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Na hora de a onça beber água, com uma vantagem que não era pequena, o Grêmio jogou pouco, provou que está cansado e perdeu por 1 a 0 no tempo normal. Nos pênaltis, fracassou mais uma vez e assistiu ao Cruzeiro comemorar a vaga na final da Copa do Brasil.

Agora, a turma de Renato Portaluppi se atira de corpo e alma na Libertadores, quando tem a chance de salvar o ano. Mas vai precisar, acima de tudo, recuperar o fôlego que está muito abalado.

NOVELA

Já está ficando chato.

Estamos cada vez mais perto do final da janela europeia e, até agora, tudo indica que o diferenciado Luan não vai limpar o armário do vestiário, arrumar as malas, atravessar o oceano e conhecer seu novo emprego, como parecia pule de 10 semanas atrás.

Pelo impasse, a tendência é de continuidade no Grêmio. Mas sem renovar contrato e sem aumento, no aguardo do passar dos dias e, talvez, de uma saída sem deixar nada nos cofres do clube.

OPÇÃO

Ninguém poderia imaginar.

Contratado com pompas de titular, como solução para o meio-campo, parece que o chileno Felipe Gutiérrez perdeu espaço no Beira-Rio. Virou morador da casamata e, pelo jeito, vai acabar 2017 na condição de reserva.

Pior de tudo é que, pelo momento do Inter e pelos resultados que estão aparecendo, o gringo não tem como fazer biquinho. Só resta ralar nos treinos para mudar a situação.

VIRADA

Diminuiu o perigo.

Consciente da necessidade, o Brasil-Pel derrotou o Goiás, de virada, chegou aos 30 pontos e ficou mais perto de carimbar permanência na Segundona.

Quem não ficou bem na foto foi o time do técnico Argel Fucks, dono de 25 pontos, mais longe do G-4 e mais próximo do Z-4.

PROVA

Mais uma demonstração.

Com um grupo limitado, o Criciúma, aos poucos, começa a salvar o ano que esteve ameaçado.

E tudo passa pelo técnico Luiz Carlos Winck, que dá outra prova de capacidade e de que está pronto para desafios maiores.

PERGUNTINHA

Quem leva a Copa do Brasil?

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros