Luciano Périco: "A hora da verdade" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Gigante da Galera23/08/2017 | 07h00Atualizada em 23/08/2017 | 07h00

Luciano Périco: "A hora da verdade"

Grêmio e Cruzeiro decidem hoje uma vaga na final da Copa do Brasil

Luciano Périco: "A hora da verdade" Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Grêmio e Cruzeiro terão o encontro definitivo no Mineirão. No funil, só um passa para a final. O 1 a 0 da Arena é uma vantagem muito importante para o Tricolor. Com o regulamento embaixo do braço, joga pelo empate. Isso não é pouca coisa! Com o gol qualificado, se sofrer um, a Raposa terá que fazer três gols.

Não acredito que Renato vai deixar a sua equipe postada esperando o Cruzeiro, levando pressão. Vejo o Grêmio repetindo a estratégia já utilizada contra outros adversários fora de casa, jogando com a mesma desenvoltura. Arriscando, propondo o jogo. Não é hora de mudar o que tem dado tão certo. A equipe de Mano Menezes terá que ter uma postura diferente. Em Porto Alegre, foi submissa no primeiro tempo e um pouco mais ousada na etapa final. O Grêmio gosta de espaço. O contra-ataque tem sido sua arma mortal e pode ser a solução no juízo final.

DUELO CARIOCA — Promessa de noite quente também no Maracanã lotado. Depois de um jogo ruim no Engenhão, Flamengo e Botafogo duelam pela final da Copa do Brasil. Para o Rubro-Negro é vencer ou vencer. Vai arriscar. As individualidades podem decidir a parada. É difícil o trabalho de Reinaldo Rueda já fazer a diferença. O Fogão apostará na força do coletivo e nas ideias de Jair Ventura. Tem a vantagem pequena do empate com gols. Mas ninguém é de ninguém na Cidade Maravilhosa. Tudo pode acontecer!

FIM DO TROCA-TROCA — Os treinadores de futebol do Brasil estão propondo a CBF uma forma de acabar com a onda de demissões. A ideia é que haja o limite, a partir de 2018, de duas transferências de comando por clube em cada série do Brasileiro e na Copa do Brasil. Com isso, cada clube poderá ter três treinadores. Por outro lado, se um técnico deixar um time, só poderá trabalhar em mais um da mesma competição na temporada. Hora de botar ordem na casa e apostar na sequência do trabalho. 

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros