Guerrinha: "A maior missão do Grêmio será recuperar Luan para o jogo da volta" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Guerra Total14/09/2017 | 07h01Atualizada em 14/09/2017 | 07h01

Guerrinha: "A maior missão do Grêmio será recuperar Luan para o jogo da volta"

Meia-atacante sofreu estiramento muscular grau 1 e corre contra o tempo para retornar na Arena

Guerrinha: "A maior missão do Grêmio será recuperar Luan para o jogo da volta" Lucas Uebel / Divulgação/GREMIO FBPA/Divulgação/GREMIO FBPA
Foto: Lucas Uebel / Divulgação/GREMIO FBPA / Divulgação/GREMIO FBPA

Ficou tudo para a Arena. Cheio de desfalques, fora de casa, o Grêmio empatou sem gols contra o Botafogo. Agora, vai decidir dentro de casa, na semana que vem, quando precisa de uma vitória simples, o que não é mistério para o time de Renato Portaluppi. A missão maior será recuperar Luan, que traz criatividade à equipe. São detalhes que não podem faltar num estádio em que o Fogão vai sentir o bafo das arquibancadas.

 Alguns podem não concordar. Mas a diferença de atuações do Grêmio com e sem Luan é enorme, do meio para a frente, como se viu várias vezes durante a temporada. Quando tem o seu camisa 7 em campo, o Tricolor aumenta a preocupação do oponente, cria muito mais e, quase sempre, acaba comemorando gols. Sem ele, o time perde criatividade e sofre mais do que o normal.

CONTROLE - Nada fora da curva. Verdade que o Inter jogou menos do que vinha fazendo na derrota contra o Juventude e perdeu a ponta da tabela, mas não existe o mínimo motivo para desconfiar de que a maionese desandou. Dono de muito mais qualidade do que os adversários, o time do técnico Guto Ferreira deu apenas uma derrapada e não corre nenhum risco de deixar escapar um lugar na elite em 2018.

MOTIVADOR - O remédio é simples. Nessa hora difícil, em que a única coisa que interessa é a fuga do Z-4, a Chapecoense precisa mais de um motivador e menos de um técnico com inspiração tática. Talvez essa descoberta entre os dirigentes esteja emperrando a chegada do novo comandante.

SONHO  - Mudou a conversa.  Com a bela vitória sobre o Criciúma, fora de casa, o Juventude chegou aos 40 pontos, liquidou a permanência na Segundona e passou a sonhar, com méritos, por acesso em 2018. Agora, mais do que nunca, chegou a hora da torcida dar uma mão ao time da Serra.

PERGUNTINHA - Ernando vai aproveitar a nova chance?

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros