Luciano Périco: "É tudo ou nada!" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Gigante da Galera20/09/2017 | 07h00Atualizada em 20/09/2017 | 07h00

Luciano Périco: "É tudo ou nada!"

Grêmio faz o jogo do ano contra o Botafogo

Luciano Périco: "É tudo ou nada!" Lucas Uebel / Divulgação Grêmio/Divulgação Grêmio
Foto: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / Divulgação Grêmio

O Grêmio fez tudo o que podia para colocar Luan no duelo decisivo contra o Botafogo. Só que todos os indícios dão conta de que ele não deve estar em campo. O treino foi fechado. Quando abriu, ele não estava participando do rachão. É sintomático! Claro que será mantido todo um clima de mistério até a hora da divulgação da escalação.

A ausência de Luan afeta diretamente o sistema de criação do time do Grêmio. As últimas tentativas feitas por Renato para substituí-lo não surtiram efeito. Entretanto, não dá para jogar a toalha! O Tricolor tem totais condições de passar pelo Fogão. As boas notícias são as voltas de Pedro Geromel e Michel, que não atuaram no Engenhão.

É importantíssimo não sofrer gol, pelo critério do saldo qualificado. O Botafogo é extremamente perigoso e vai jogar com o regulamento debaixo do braço. A Arena será um caldeirão lotado! O torcedor sabe que, se jogar junto com o time, qualquer ausência em campo pode ser atenuada.

Desfalcado – Único invicto na Copa Libertadores, o Santos não terá Lucas Lima para pegar o Barcelona-EQU. É o fantasma das lesões musculares assombrando também na Vila Belmiro. Sonhando com a semifinal, perde muito em criatividade o time de Levar Culpi. É a referência técnica do Peixe. O volante Renato também pode ficar fora de combate. Jogando fora de casa, os equatorianos são traiçoeiros. Mesmo assim, penso que o Santos ainda é o favorito.

Cabeça no lugar – Por todos os cantos, se fala que o Inter já garantiu a volta à Primeira Divisão. Em conversa no Show dos Esportes da Gaúcha, o técnico Guto Ferreira disse que a principal preocupação é que os discursos externos não afetem a mentalidade de dentro do vestiário. É preciso manter o foco no objetivo. Para evitar o clima de "já ganhou", o treinador colorado mantém o tempo todo a corda esticada, com nível alto de concentração. 

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros