Cacalo: "Comemora, torcedor" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor27/10/2017 | 07h00Atualizada em 27/10/2017 | 07h00

Cacalo: "Comemora, torcedor"

Foi um show de técnica, de exemplo de como jogar futebol. Enfim, foi o Grêmio multicampeão

Cacalo: "Comemora, torcedor" Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação
Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Este é o Grêmio imortal que conquistou nossos corações. É o Grêmio imbatível nas emoções que nos proporciona. Com que orgulho podemos dizer que o Rio Grande do Sul está muito perto da final de mais uma Libertadores. Com que honra dizemos que o Brasil está indo a mais uma final da América.

Foi um show de técnica, de exemplo de como jogar futebol. Enfim, foi o Grêmio multicampeão. Foram atletas que honraram a camisa e a história de um clube verdadeiramente grandioso. Na próxima semana, teremos a Arena lotada para carimbar com dignidade e orgulho a vaga para a final. Dá-lhe Tricolor amado.

Nervosismo pré-jogo

Confesso que junto a milhões de gremistas estávamos nervosos em relação ao jogo de ontem à noite. Escrevo a coluna ainda pouco antes do início da partida e havia dúvida em relação ao time que entraria em campo. Várias vezes foi dito que Michel sairia jogando, depois passou a ser Jailson o titular de Renato, e assim foi havendo reviravolta a cada momento, até que Jailson fosse o escolhido.

Michel estava voltando de algum tempo parado, depois de uma cirurgia de menisco e havia participado somente de uma partida de forma integral. Não foi mal contra o Palmeiras, mas estava visivelmente desembocado e acusou cansaço ao final dos 90 minutos. Jailson teve a seu favor a juventude, a estatura e a boa atuação que tivera contra o Corinthians.

Fomos confiantes e esperançosos de que, mesmo não sendo o Grêmio de algum tempo atrás, o Tricolor tinha time para voltar do Equador com uma vitória.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros