Guerrinha: "Goleada em Guayaquil não foi por acaso" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Guerra Total27/10/2017 | 07h00Atualizada em 27/10/2017 | 07h00

Guerrinha: "Goleada em Guayaquil não foi por acaso"

O maior responsável atende pelo nome de Renato Portaluppi, que estudou o adversário em detalhes

Guerrinha: "Goleada em Guayaquil não foi por acaso" Lucas Uebel / Grêmio, Divulgação/Grêmio, Divulgação
Foto: Lucas Uebel / Grêmio, Divulgação / Grêmio, Divulgação

Não foi por acaso.

A goleada sobre o equatoriano Barcelona, em Guayaquil, que mesmo faltando o jogo de volta valeu vaga na final da Libertadores para o Grêmio, teve vários destaques dentro de campo.

Mas o maior responsável atende pelo nome de Renato Portaluppi, que estudou o adversário nos mínimos detalhes, tirou a força ofensiva do mandante e facilitou a vida do Tricolor.

AUSÊNCIA _ Vai fazer falta.

Após ser poupado nos primeiros treinos da semana, o atacante Leandro Damião fez um teste mais forte ontem pela manhã, voltou a sentir a coxa e desfalca o Inter, amanhã, contra o Ceará.

Sem a referência no setor ofensivo, o Colorado terá maiores dificuldades, mas segue favorito para somar mais três pontos e ficar mais perto de garantir, matematicamente, a volta para a elite.

ENCRENCA _ Mais uma parada dura.

Logo mais, fora de casa, o Brasil-Pel, ainda correndo atrás de pontos, encara o Oeste, que está de olho na vaga entre os quatro melhores da Segundona.

Este é o tipo de jogo em que o empate merece comemoração com churrasco e cervejada.

DEVEDOR _ Ainda está devendo.

Contratado para fazer o Flamengo decolar, o técnico Reinaldo Rueda parece atrapalhado com as muitas opções e não consegue acalmar o torcedor.

Se o Mengão deixar escapar o título da Sul-Americana, a chapa do comandante, com certeza, vai começar a esquentar.

Perguntinha

O Grêmio prefere River ou Lanús?



 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros