Luciano Périco: "Hora do reencontro" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Gigante da Galera18/10/2017 | 07h00Atualizada em 18/10/2017 | 07h00

Luciano Périco: "Hora do reencontro"

Grêmio e Corinthians farão jogo decisivo pelo Brasileirão

Luciano Périco: "Hora do reencontro" Lucas Uebel/Grêmio.net
Foto: Lucas Uebel / Grêmio.net

É hora do acerto de contas definitivo entre Corinthians e Grêmio. Ou vai ou racha! De campeão virtual, o Timão vê a sua vantagem definhando pelos maus resultados. No primeiro turno, na Arena, os paulistas levaram a melhor. A vantagem subiu de um para quatro pontos. Com uma vitória, o Tricolor assumiria a liderança. Não veio!

Hoje, o time de Renato tem a segunda chance de se aproximar. Só que o topo ainda está longe. Porém o caminho pode ser encurtado de nove para seis pontos. Além de manter viva briga pelo título, o Grêmio precisa se reagrupar para fazer um bom enfrentamento com o Barcelona-EQU pela Libertadores. Testar Luan. É a prioridade!

Se o Corinthians bobear, o time gremista vai pra cima, faltando nove rodadas. E diminuindo a diferença, o técnico Renato pode repensar a estratégia de poupar titulares contra o Palmeiras antes da viagem para Guayaquil. O resultado no Itaquerão servirá de bússola para o Grêmio escolher o caminho!

TABELA MALUCA

Nunca se viu tanta vaga para a principal competição sul-americana no Brasileirão. Com a taça da Copa do Brasil, o Cruzeiro, por enquanto, muda o G-6 para G-7. O Grêmio ganhando a Libertadores, teremos um G-8. E com Flamengo, mais remotamente Fluminense ou Sport, ganhando a Sul-Americana e ficando no alto da tabela, chegamos a um impensável G-9. 

TABELA MALUCA 2

A zona da confusão, batizada assim por Vanderlei Luxemburgo, tem pelo menos 11 equipes lutando para fugir do inferno. Do lanterna Atlético-GO, passando pelo Coritiba e chegando ao Avaí, todos caminham a passos largos para a Série B. Em pontuação e desempenho! Do Bahia, 10° colocado, até a Ponte Preta, primeiro time na zona do rebaixamento, a diferença é de apenas três pontos.

JOGO MEDONHO

Inexplicável a atuação ruim do Inter no 0 a 0 contra o fraco Boa Esporte! Mesmo com os desfalques de Rodrigo Dourado, Edenílson e Leandro Damião, o Colorado tinha obrigação de fazer mais em Varginha. Ninguém se salvou na má partida do time de Guto Ferreira. Nem mesmo D’Alessandro! E quando o 10 não resolve é porque a coisa foi realmente muito feia na terra do ET.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros