Cacalo: "A última vitória" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor17/11/2017 | 07h00Atualizada em 17/11/2017 | 07h00

Cacalo: "A última vitória"

Grêmio jogou com cautela para bater o São Paulo

Cacalo: "A última vitória" Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Ainda sobre o jogo contra o São Paulo, posso estar equivocado, mas tenho para mim que a equipe gremista, que teve uma boa atuação, jogou com toda a cautela possível, sabendo que não havia necessidade de disputar uma decisão. Com exceção de Kannemann e, talvez, de Geromel, pela natureza de seus perfis de atuação, que disputaram todas as bolas com muito afinco, acredito que os demais, sem tirar o pé nas divididas, não fugindo delas, mantiveram um certo controle do limite de entrega às jogadas.

Isso não quer dizer que deixaram de correr o risco de lesões, porque isso é iminente até em treinamentos, mas valeram-se dessa cautela a que me referi antes. E é absolutamente normal tal atitude. A vitória veio, apesar de alguma dificuldade no final do jogo, quando o São Paulo tentou, de todas as formas que estavam ao seu alcance, empatar a partida.

O que, a meu juízo, mais valeu neste jogo foi o exercício de marcação que o time gremista fez. Com pressão no campo do adversário, o que hoje chamam de marcação alta, com certeza, estavam treinando para o enfrentamento com o Lanús, especialmente para o primeiro confronto em Porto Alegre. E saíram-se muito bem.

Cuidados pela frente

O que fica é que o time está tendo todo o cuidado necessário e tomando todas as precauções possíveis para a final da Libertadores. Penso que Renato e seus atletas não podem prometer vitória e conquista de título, mas rigorosamente tudo está sendo feito para alcançar esse feito.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros