Cacalo: "Chegou a nossa vez de vencer sem jogar melhor" - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor10/11/2017 | 07h00Atualizada em 10/11/2017 | 07h00

Cacalo: "Chegou a nossa vez de vencer sem jogar melhor"

O que se viu foi em Campinas foi a garra dos jogadores e a extraordinária atuação de Grohe

Cacalo: "Chegou a nossa vez de vencer sem jogar melhor" Eduardo Carmim/PHOTO PREMIUM/Lancepress!
Foto: Eduardo Carmim / PHOTO PREMIUM/Lancepress!
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Quantas vezes, ao longo do Campeonato Brasileiro, jogando com equipe titular ou inclusive com os suplentes, a equipe gremista realizou boas partidas e por uma ou outra razão saiu derrotada ou com resultado de empate? A imensa maioria dos maus resultados decorreu de atuações de regulares para boas, em que o time não merecia resultados negativos.

Ilustro com o Avaí, na Arena, quando o Grêmio jogou com todos os seus titulares, fez uma boa partida, tanto que o goleiro do Avaí tornou-se conhecido nacionalmente pelas grandes defesas que realizou, mas o Tricolor saiu derrotado. Há outros exemplos em que jogamos com a equipe mista, ou totalmente suplente, tendo uma razoável atuação, e deixamos o campo carregando um resultado ruim.

Essa sina tinha que ter fim, fosse em que circunstância fosse. Pois, como o futebol é cheio de contradições e de curiosidades, contra a Ponte Preta o Grêmio jogou com uma equipe mista, quase reserva, e depois de estar vencendo por 1 a 0, foi sufocado pelo adversário, que estava desesperado na busca pela vitória. 

Garra e brio

E o que se viu foi a garra e o brio dos jogadores gremistas, e a extraordinária atuação de Marcelo Grohe, serem superiores às dificuldades apresentadas, e o Tricolor deixou o gramado com uma vitória importante. Não compensou todos os pontos que perdemos, mas atenuou aquelas derrotas, porque chegou a nossa vez de vencer sem jogar melhor que o adversário.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros